Prefeitura implanta projeto que muda a cara de Parnaíba

A reorganização urbanística começou, mas ainda há muito o que fazer

A organização do espaço público é determinada por vários fatores, entre eles, a melhoria na qualidade de vida da população. Trailers abandonados, barracas ilegais entre outras diversas ocupações irregulares espalhadas pelas praças e avenidas de Parnaíba são um dos grandes desafios que estão sendo superados pela atual gestão. O resultado mais visível está no Mercado da Guarita, onde já foram retiradas de forma pacífica dezenas de famílias que viviam em condições insalubres, além da recuperação e reforma de toda área do entorno do mercado. A reorganização urbanística começou, mas ainda há muito o que fazer.

Não é fácil começar este tipo de operação. Os problemas herdados de décadas passadas, quando se permitiu esta ocupação chegou a um patamar de insatisfação geral por parte da administração e, principalmente, da população. Para começar as intervenções foi preciso muita conversa e negociação. O prefeito Florentino Neto foi várias vezes, pessoalmente, ou mandou assessores darem sequência às negociações.

O resultado começou a ser visto em setembro do ano passado. Famílias foram indenizadas e reformas tiveram de ser feitas para readequar comerciantes. De cara nova, mais limpo e com toda a área do entorno reformada, comerciantes e moradores do bairro vivem uma nova fase. A satisfação está no rosto dos comerciantes e da nova clientela que voltou a frequentar o local.

Praças e Avenidas - De acordo com o presidente da Empresa Parnaibana de Supervisão e Abastecimento - EMPA -, Romualdo Seno, responsável por estas ações, é importante ressaltar a necessidade da cidade em crescer, e por isso, é necessário que esse crescimento seja ordenado e organizado. Por isso o projeto de reorganização urbanística precisou avançar em outros pontos da cidade. Inicialmente foram mapeados trailers abandonados, além de pontos comerciais irregulares. Após negociação pacífica começaram as desocupações.

Em uma das vias mais importantes da cidade, na Avenida Capitão Claro, foram removidos bares do canteiro central.

Além dessas desocupações, mais oito praças foram devolvidas à população parnaibana, entre elas, a Praça dos Pássaros, onde havia um espaço que servia como ponto de prostituição e uso de entorpecentes. A praça foi desocupada e passará por uma transformação, que vai desde a limpeza até um trabalho realizado pela Superintendência de Praças e Jardins, que garantirá à população uma área de lazer para a comunidade.

Troca-troca - A meta principal do prefeito Florentino Neto é a Praça do Troca-troca, no centro. Ele quer desocupar e revitalizar toda a área em frente à Santa Casa de Misericórdia. O trabalho já teve início. Todos os ambulantes já foram cadastrados e serão transferidos para o novo Shopping Popular. O processo de licitação foi realizado e no prazo de 30 dias iniciam as obras.

Romualdo Seno destacou ainda que a partir do início do mês de maio será realizada uma campanha educacional para que as calçadas do centro da cidade sejam desocupadas. ?Ninguém pode obstruir as calçadas e isso não é uma determinação da prefeitura, mas do Ministério Público, com base na Lei Orgânica do município?.

Fonte: Jornal Meio Norte