Prefeitura lança plataforma digital e fortalece diálogo com cidadão

O lançamento será às 19h, no Parque Lagoas do Norte

A Prefeitura de Teresina lança, no próximo dia 23, a plataforma digital Teresina e-você, com o objetivo de ampliar o diálogo com os cidadãos por meio do recebimento, votação e implementação de propostas que contribuam para a construção de uma cultura de paz. O lançamento será às 19h, na sede administrativa do Parque Lagoas do Norte, localizada à Avenida Boa Esperança, zona Norte da cidade.

A plataforma Teresina e-você facilitará a participação da juventude na elaboração e implementação das ações e políticas públicas voltadas especialmente para esse público. A iniciativa integra o programa Juntos pelo Desenvolvimento Sustentável.

“A Secretaria Municipal da Juventude (SEMJUV) tem vários projetos, como o Se Liga na Ideia, que estimula o jovem a propor ideias inovadoras para contribuir na solução de problemáticas no seu bairro através de um concurso de ideias com o tema prevenção e enfrentamento à violência juvenil. A plataforma Teresina e-você facilitará o acesso e a participação dos jovens na proposição dessas idéias, pois o cidadão poderá, de qualquer mecanismo com acesso à internet, visitar a plataforma e deixar sua contribuição”, observa Júlio César Filho, secretário municipal de Juventude.

O secretário explica que a plataforma ficará aberta para o recebimento de propostas, que devem ser elaboradas a partir de um desafio, proposto pela página. Depois de um período, a plataforma será fechada e as ideias passarão pela análise de uma comissão, que verificará a viabilidade de execução.

“A comissão selecionará 35 ideias, que voltarão à plataforma para serem votadas pelos teresinenses. As 10 mais votadas serão implantadas pelo poder público municipal, sob a coordenação do autor da proposta”, completa Júlio César Filho.

Para o secretário municipal de Planejamento e Coordenação, Washington Bonfim, a plataforma Teresina e-você ampliará o diálogo com as comunidades, fortalecendo a participação cidadã na gestão pública.

Fonte: Com informações do PMT