Prefeitura Municipal de Teresina aponta economia de R$ 5,4 milhões

A imposição do acompanhamento reflete também na maior celeridade

Com a atenção orquestrada no processo licitatório envolvendo compras e obras nos últimos dois meses, a Prefeitura de Teresina revelou na última quarta-feira (08) que foram economizados R$ 5.444.202,83 condizentes a estes procedimentos. Os dados divulgados pela Comissão Permanente de Licitações abarcam o esforço concentrado na observação da diferença do preço médio praticado e o valor homologado, possibilitando que todas as etapas sejam demandadas com a maior eficiência e transparência possível.

Nesse âmbito, a controladora de licitações da Secretaria Municipal de Administração, Daniela Vieira, corroborou a relevância do aprimoramento deste trabalho, trazendo a possibilidade de que os recursos poupados sejam aplicados em novas obras, o que garante o desenvolvimento da capital piauiense. “Quando esta economia acontece em uma obra a ser executada com recursos próprios da Prefeitura de Teresina, o valor pode ser utilizado em qualquer outra ação da PMT. Já se a obra ou compra for executada com recursos externos, a economia só pode ser utilizada na ampliação da meta contratada prevista no objeto do contrato, ou seja, não pode ser utilizada para ou- tro fim”, detalhou.

A imposição do acompanhamento reflete também na maior celeridade dos projetos, visando a abstração es-trita dos prazos iniciais, aumentando a eficiência na gestão. O trabalho é percorrido dia a dia, viabilizando a informação atualizada do andamento, prevenindo eventuais entraves. “Atualmente, possuímos 155 processos licitatórios em andamento e, para que o acompanhamento seja eficiente, contamos com o Conproli, que é um programa de controle das licitações que foi desenvolvido na gestão anterior, mas que está sendo aprimorado dia após dia”, concluiu Vieira.

Fonte: Francy Teixeira