Prefeitura paga R$ 8.000 para menina Maisa e causa revolta entre opositores

Os vereadores da oposição pensam até em levar o caso ao Ministério Público

A Prefeitura de São José dos Campos (SP) pagou R$ 8.000 para a apresentadora mirim Maisa Silva, do SBT, para que ela comparecesse a uma homenagem ao Dia do Servidor, realizada nesta quarta (28). O uso do dinheiro público gerou discussão na cidade. As informações são do jornal Folha de S. Paulo.

O Sindicato dos Servidores criticou o prefeito Eduardo Cury por sua atitude e os vereadores da oposição pensam até em levar o caso ao Ministério Público, segundo a publicação.

A assessoria da prefeitura informou ao jornal que a contratação da menina foi decidida após uma consulta informal com os servidos para saber quais seriam seus artistas preferidos. O cachê inicial da apresentadora era de R$ 15 mil. Para a prefeitura, "a presença de Maisa no evento refletiria bom exemplo para os funcionários públicos e uma mensagem de sucesso".

Um dos vereadores da oposição, Wagner Balieiro disse que vai pedir para a prefeitura esclarecer o gasto com o cachê.

- É legítimo e importante homenagear os servidores públicos. E não temos nada contra o trabalho da menina. Mas acredito que existem maneiras melhores para se prestar essa homenagem.

A reportagem do R7 entrou em contato com assessoria do SBT. A emissora informou que os pais da apresentadora mirim não vão se pronunciar sobre este assunto.

O R7 também tentou falar com representantes da prefeitura, mas, por causa do do ponto facultativo do Dia do Servidor, as secretarias municipais não funcionam nesta sexta (30)

Fonte: R7, www.r7.com