Presidente da Câmara Michel Temer proíbe que deputados recebam salário em espécie

Cinco deputados recebiam o subsídio em dinheiro e não na conta bancária

O presidente da Câmara, Michel Temer (PMDB-SP), determinou nesta terça-feira (10) que não seja mais permitido o pagamento do salário dos deputados em espécie. Cinco deputados recebiam o subsídio em dinheiro e não na conta bancária, como determina contrato da Câmara com o Banco do Brasil e a Caixa Econômica Federal.

?Já determinei que não se faça mais isso. A ordem que dei é de que todos os créditos sejam em conta bancária?, disse o presidente da Casa.

Temer ressaltou que não havia nenhuma ?irregularidade? no fato de alguns parlamentares receberem o salário em dinheiro, mas destacou que é melhor para a Casa que seja tudo por meio de crédito em conta.

Um dos beneficiados que recebiam o salário em dinheiro é o deputado Edmar Moreira (DEM-MG), suspeito de utilização irregular de verba indenizatória, irregularidades tributárias e de ocultar de sua declaração de bens um castelo avaliado em R$ 25 milhões. Ele alega que não declarou o castelo porque teria doado a propriedade aos filhos. Os nomes dos outros parlamentares que recebiam o subsídio em espécie não foram revelados.

Fonte: g1, www.g1.com.br