Presidente Dilma diz que Brasil deve seguir trilho de crescimento responsável

Presidente Dilma diz que Brasil deve seguir trilho de crescimento responsável

Ela afirmou que Congresso, União e estados darão resposta "firme" à crise

A presidente Dilma Rousseff afirmou nesta terça-feira (16), durante cerimônia no Palácio do Planalto, que o Brasil deve seguir em um ?trilho de crescimento responsável? diante da crise financeira internacional.

?Vamos garantir que o nosso país permaneça num trilho de crescimento responsável. Mantendo os investimentos. Tenho certeza de que esse momento de turbulência vai nos encontrar cada vez mais empenhados, União, estados e municípios, Câmara e Senado. Cada vez mais empenhados em dar respostas firmes e concretas diante desse momento?, afirmou, durante cerimônia de anúncio da criação de quatro novas universidades federais.

Segundo a presidente, o Brasil não está ?imune? à turbulência econômica que afeta, principalmente a Europa e os Estados Unidos, mas pode ?cada vez mais se blindar? para evitar os efeitos da crise.

?O Brasil não é uma ilha, mas é integrado por brasileiros corajosos que, apesar de não sermos imunes à crise, podemos cada vez mais nos blindar e fazer com que esse processo de crescimento signifique elevação da nossa capacidade econômica, do número de empregos e de oportunidades?, disse.

Educação

A presidente disse ainda que, em "poucos anos", o atual governo e o do presidente Luiz Inácio Lula da Silva fizeram na área da educação o que não foi realizado em cem anos. Segundo ela, não houve nos governos anteriores ao de Lula incentivo ?sistemático? à democratização do ensino.

?Eu me lembro que, muitas vezes, nesta mesma sala, até disse ao presidente Lula: estamos fazendo em poucos anos o que não foi feito nos últimos cem anos. Se o Brasil tivesse apostado na educação de forma inclusiva e sistemática, teríamos dado em muitos anos os passos necessários?, afirmou.

Ao lado do ministro da Educação, Fernando Haddad, Dilma participou da cerimônia de anúncio da criação de quatro novas universidades federais e de 120 novas unidades dos institutos federais de educação, ciência e tecnologia.

A essas 120 unidades de educação profissional, se somam 88 em construção, com término previsto para o final de 2012. Segundo o MEC, ao final de 2014, o país terá 208 novas unidades de educação profissional.

?Nos próximos quatro anos, o meu governo entregará 208 novos institutos federais de educação tecnológica. Quando nós chegarmos a 2014, o Brasil terá 562 institutos, quadruplicando a rede de que dispõe em 2012, um número muito importante para um país que não quer mais ser aquém de seu potencial?, afirmou.

Durante o discurso, Dilma fez um apelo ao Congresso Nacional para que aprove o Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e ao Emprego (Pronatec), programa que visa garantir bolsas e financiamento para formação técnica e profissional.

Fonte: G1