Dilma tem o apoio formal de 72% do novo Senado; veja!

Dilma tem o apoio formal de 72% do novo Senado; veja!

Dilma Rousseff tem o apoio de pelo menos 59 dos 81 senadores – o que equivale a acachapantes 72% do Senado.

O Senado, grande pesadelo do governo de Luiz Inácio Lula da Silva e trincheira da oposição, que impôs derrotas importantes ao Planalto, agora, na nova legislatura ,parece domesticado, após a passagem pelas urnas de 54 de suas cadeiras (dois terços da composição da Casa). Desta vez, considerada a filiação partidária de cada parlamentar, Dilma Rousseff tem o apoio de pelo menos 59 dos 81 senadores ? o que equivale a acachapantes 72% do Senado.

A oposição minguou drasticamente, após a eleição. Saiu das urnas com 17 cadeiras de senadores ? isto é, 21% do Senado. Perdeu os principais postos influentes, como o comando da Comissão de Constituição de Justiça, antes comandada pelo democrata Demóstenes Torres (GO) e hoje nas mãos do peemedebista Eunício Oliveira (CE).

No entanto, os oposicionistas desdenham da maioria conquistada por Dilma: ?as coisas aqui não são tão simples assim. Quem é que garante ter todos os votos do PMDB??, desafia Demóstenes Torres, disposto a apostar nos dissidentes, infiéis e insatisfeitos de ocasião, a depender da matéria em discussão ou dos humores do Planalto. O discurso dominante entre os oposicionistas ? caso de Aécio Neves (PSDB-MG) ? é o da afirmação da independência do Legislativo, argumento de baixo potencial de convencimento, diante do poder da caneta presidencial.

Fonte: R7, www.r7.com