Presidente do Inep é exonerado do cargo após falhas do Enem

Presidente do Inep é exonerado do cargo após falhas do Enem

O novo nome para o cargo também foi anunciado no Diário: Malvina Tânia Tuttman, reitora da Universidade Estadual do Rio (UniRio).

O presidente do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), Joaquim Soares Neto, foi exonerado de seu cargo após os problemas com o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), no ano passado e com o Sistema de Seleção Unificada (Sisu), nesta semana.

A informação foi divulgada no Diário Oficial da União desta terça-feira. O novo nome para o cargo também foi anunciado no Diário: Malvina Tânia Tuttman, reitora da Universidade Estadual do Rio (UniRio).

Aguarda-se para esta terça uma coletiva do ministro da Educação, Fernando Haddad, explicando as razões para que a exoneração ocorresse e confirmando Tuttman como a nova presidente do Inep.

Malvina Tânia Tuttman possui graduação em Pedagogia pela Universidade Santa Úrsula, mestrado em Educação pela Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro e doutorado em Educação pela Universidade Federal Fluminense.

O Sisu (sistema pelo qual estudantes se inscrevem para a universidade usando a nota do Enem) foi alvo de reclamações de estudantes, pois as inscrições pelo site ficaram inviáveis devido à lentidão do sistema.

As inscrições, que estavam abertas somente até esta terça, foram prorrogadas por ordem judicial até a próxima quinta, devido às falhas e dificuldades para inscrição. O resultado, que seria divulgado no dia 22 de janeiro, também foi adiado, para o dia 24 do mesmo mês.

Já o Enem passou por problemas pelo segundo ano consecutivo. Em 2010, mais de 9,5 mil participantes tiveram que realizar por duas vezes o exame, já que erros de impressão na prova de cor amarela fizeram com que fosse anulada. Em 2009, a prova foi adiada graças ao vazamento do exame.

Fonte: Terra, www.terra.com.br