Presidente Lula diz que Dilma terá de fazer cortes no Orçamento

Presidente Lula diz que Dilma terá de fazer cortes no Orçamento

"Normalmente, os deputados querem mais verba do que aquilo que o governo previu"", disse ele

Em mais uma indicação do que deverá fazer sua sucessora, Dilma Rousseff, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva afirmou hoje que a presidente eleita terá de fazer cortes no Orçamento a depender do que seja aprovado no Congresso Nacional.

"Normalmente, os deputados querem mais verba do que aquilo que o governo previu. Muitas vezes nós atendemos. Mas como a realidade e a prática é diferente da teoria, quando chegar um determinado mês do ano, a presidenta Dilma vai ter que fazer corte no Orçamento, ela vai ter que contingenciar, se não for real o aprovado com o arrecadado", afirmou o presidente, em entrevista após visitar as obras de construção de um trecho do canal de transposição do rio São Francisco, na Paraíba.

Lula voltou a negar que o ministério até aqui oficializado por Dilma Rousseff seja reflexo de seu governo.

"A Dilma se reuniu mais com o Guido Mantega, com o Paulo Bernardo, com a Miriam Belchior do que eu. Porque na Casa Civil os projetos se reuniam três ou quatro vezes antes de chegar na minha mão", disse.

A tumultuada entrevista de Lula foi concedida após uma série de quebras de protocolos. A 16 dias de passar a faixa presidencial para Dilma, o cerimonial de Lula havia programado apenas uma visita a um túnel por onde passará a água da transposição --o maior da América Latina, com 15 km de extensão.

Não estavam previstas nem entrevista à imprensa, nem discurso. No entanto, após tirar fotos com dezenas de operários presentes no canteiro de obras, Lula decidiu discursar. Minutos antes, parte da imprensa presente fez um protesto contra o fato de não ter acesso ao local onde Lula discursaria.

De São José de Piranhas, Lula segue para Salgueiro (PE), onde também visita obras de transposição do rio São Francisco.

Fonte: Folha Online, www.folha.com.br