Presidente Lula quer deputado federal Ciro Gomes candidato ao governo de São Paulo

O presidente defende que o partido só deveria ter a cabeça da chapa nos Estados que já governa

A candidatura do deputado federal Ciro Gomes (PSB-CE) ao governo de São Paulo é hoje um projeto caro ao presidente Luiz Inácio Lula da Silva porque abre caminho a um plebiscito --Dilma Rousseff contra um tucano-- e é a expressão maior da "doutrina Lula": o PT cedendo tudo o que for necessário nos Estados em nome do fortalecimento da candidatura nacional.

O presidente defende que o partido só deveria ter a cabeça da chapa nos Estados que já governa. Mesmo assim, ninguém acha que Lula vá estimular a candidatura de Ciro se o atual governador de São Paulo, José Serra (PSDB), desistir da candidatura ao Planalto, optando pela reeleição. "Aí será o caso de ter em São Paulo uma campanha sem atrito, de respeito mútuo", diz um auxiliar do presidente.

Ciro já vem reconhecendo em conversas que, hoje, não tem estrutura política nem material para concorrer ao Planto. Quanto a São Paulo, vai manter a porta aberta.

Domicílio

Vista com ceticismo quando surgiu, a possível candidatura de Ciro ao governo de São Paulo já apresenta avanços concretos nas negociações.

Na semana passada, entusiastas da alternativa Ciro comemoraram o cumprimento de um pré-requisito legal pouco notado, mas crucial para sua candidatura: o deputado federal já tem contas em seu nome em São Paulo, o que é fundamental para garantir a transferência de domicílio eleitoral para a cidade.

A mudança do domicílio pode ser feita até o início de outubro, um ano antes das eleições, mas é preciso comprovar residência no Estado ao menos três meses ante,prazo que venceu no dia 3 de julho.

Fonte: Folha Online, www.folha.com.br