Processo de abandono de emprego começará em novembro no PI

Obrigatoriedade da ação se dá pelo panorama traçado pelo Executivo

O secretário de Administração e Previdência, Franzé Silva, fortaleceu o alerta em torno da condução do recadastramento dos servidores públicos do Piauí; com cerca de nove mil faltosos até a tarde de terça-feira (15), o processo chega em seus momentos finais, tendo em vista que a primeira fase termina no próximo dia 21 de setembro.

Neste âmbito, aqueles que deixarem de fazer o procedimento passarão por processo administrativo por abandono de emprego a partir de 27 de novembro, como impôs o gestor.

Diante desse quadro, a preocupação converge para a atualização nos dados dos servidores, impondo para uma melhor organização, refletindo diretamente na elevação da prestação de serviços pelos órgãos vinculados ao Poder.

"Com o recadastramento, visamos organizar a máquina administrativa, melhorando a prestação de serviços, além de agir com transparência para com a sociedade", afirmou o secretário.

A obrigatoriedade da ação se dá pelo panorama traçado pelo Executivo, no qual será possível identificar o perfil do servidor, saber onde ele está lotado e qual sua função; além disso, o resultado poderá indicar para a realização de cursos e ações pautados na qualificação dos servidores.

O recadastramento pode ser feito através da internet, conduzindo ainda para o início da segunda fase no próximo dia 24, onde haverá a checagem dos documentos dos servidores.

Nesta etapa, será tirada a fotografia e feita a biometria de cada funcionário, abrangendo também a atualização dos dados dos comissionados. Cabe ressaltar que o contracheque daqueles que não participarem do procedimento já será retido a partir do próximo mês.

Fonte: Francy Teixeira