Procurador denuncia instituto de pesquisa por irregularidades

Para o procurador regional eleitoral, a fraude na divulgação de pesquisa eleitoral constitui crime previsto na Lei nº 9.504/97

O Ministério Público Eleitoral no Piauí, através do procurador regional eleitoral, Alexandre Assunção e Silva, encaminhou ontem ao promotor eleitoral do município de Beneditinos representação sobre irregularidades praticadas pelo Instituto de Pesquisa BrVox.

De acordo com a representação feita à Procuradoria Regional Eleitoral, o instituto de pesquisa estaria manipulando a opinião pública com resultados de preferência popular a favor do candidato que encomenda a pesquisa, com o nítido propósito de in-fluenciar a opinião do eleitor, além do resultado da pesquisa realizada em Beneditinos apresentar fortes indícios de fraude, pelo fato do BrVox ter inserido a localidade Cacimba Velha, que não integra os distritos rurais do município.

Outra irregularidade apontada pelo denunciante é de que o endereço constante da ficha cadastral do instituto com sede em Brasília, é bastante suspeito, pois não há qualquer indício de funcionamento.

Para o procurador regional eleitoral, a fraude na divulgação de pesquisa eleitoral constitui crime previsto na Lei nº 9.504/97. O fato será apurado pelo promotor eleitoral de Beneditinos.

Fonte: Ananias Ribeiro