Procurador Eleitoral tem gravações com compra de voto no PI

Mar­co Tú­lio Ca­mi­nha irá a­cres­cen­tar mais 60 pro­ces­sos aos 320 que já fo­ram en­ca­mi­nha­dos ao Tri­bu­nal Regio­nal Elei­to­ral do Piauí

Até a pró­xi­ma sex­ta-feira, o pro­cu­ra­dor regio­nal elei­to­ral Mar­co Tú­lio Ca­mi­nha irá a­cres­cen­tar mais 60 pro­ces­sos aos 320 que já fo­ram en­ca­mi­nha­dos ao Tri­bu­nal Regio­nal Elei­to­ral do Piauí na úl­ti­ma se­ma­na, to­ta­li­zan­do um nú­me­ro re­cor­de de de­nún­cias sob­re doa­ções i­le­gais em cam­pa­nhas no Es­ta­do.

Se­gun­do Ca­mi­nha, em to­das as elei­ções hou­ve ex­ces­sos, mas a co­la­bo­ra­ção maior ent­re a Recei­ta Fe­de­ral e a Jus­ti­ça Elei­to­ral em re­la­ção ao a­ces­so de da­dos dos doa­do­res re­sul­tou nos 380 pro­ces­sos do plei­to de 2006 que se­rão jul­ga­dos pe­lo TRE-PI até o fi­nal do ano.

?Fi­ca­mos a­pe­nas no que es­ta­va mais ób­vio, mas de­ve ha­ver ca­sos de cai­xa 2 e o­mis­são de doa­ções que tam­bém se­rão in­ves­ti­ga­dos?, des­ta­ca. De a­cor­do com a le­gis­la­ção elei­to­ral, as pes­soas fí­si­cas de­vem doar o li­mi­te de até 10% do ren­di­men­to de­cla­ra­do no ano an­te­rior e as pes­soas ju­rí­di­cas até 2% do fa­tu­ra­men­to bru­to. ?Ti­ve­mos ca­sos de pes­soas que de­cla­ra­ram não ter ti­do ren­di­men­tos e fi­ze­ram doa­ções pa­ra cam­pa­nha de po­lí­ti­cos?, con­ta.

Os doa­do­res i­le­gais te­rão 48h a­pós te­rem si­do no­ti­fi­ca­dos pe­lo Tri­bu­nal pa­ra a­pre­sen­ta­rem suas de­fe­sas. As emp­re­sas e pes­soas fí­si­cas con­si­de­ra­das cul­pa­das te­rão que pa­gar mul­ta de até cin­co a dez ve­zes o va­lor que ex­ce­de­ram em doa­ções. No ca­so das emp­re­sas a pu­ni­ção é mais gra­ve: fi­ca­rão sem par­ti­ci­par de ne­nhu­ma li­ci­ta­ção púb­li­ca no pra­zo de cin­co a­nos.

JUL­GA­MEN­TOS - Os 26 pre­fei­tos cas­sa­dos es­te ano pe­lo TRE ain­da é in­fe­rior às re­co­men­da­ções do pro­cu­ra­dor regio­nal elei­to­ral, mas po­de­rá aumen­tar. Nas pró­xi­mas se­ma­nas o Tri­bu­nal de­ve a­va­liar o ca­so dos pre­fei­tos dos mu­ni­cí­pios de Bar­ras e Jo­sé de Frei­tas.

Mar­co Tú­lio con­ta que ain­da há cer­ca de 60 pro­ces­sos sen­do ava­lia­dos nas zo­nas elei­to­rais. A­pe­sar de e­lo­giar a a­gi­li­da­de no jul­ga­men­to do TRE, o pro­cu­ra­dor a­fir­ma que a de­mo­ra nas zo­nas con­tri­bui pa­ra a len­ti­dão na che­ga­da dos pro­ces­sos ao Tri­bu­nal.

Em um dos mu­ni­cí­pios on­de ha­via len­ti­dão no jul­ga­men­to, Ca­mi­nha in­ter­veio com uma a­ção que cor­re em si­gi­lo pe­din­do o a­fas­ta­men­to do ma­gis­tra­do, que es­ta­ria adian­do audiên­cias sem jus­ti­fi­ca­ti­va. Ele re­ve­la tam­bém dois ca­sos im­por­tan­tes rela­cio­na­dos aos pre­fei­tos de Pal­mei­ra do Piauí e Mon­te A­le­gre. ?Há gra­va­ções des­ses pre­fei­tos en­vol­vi­dos em com­pra de voto­s?, con­ta, res­sal­tan­do que, nes­ses ca­sos, com pro­vas for­tes, a ten­dên­cia é jul­gar o mais rá­pi­do pos­sí­vel.

A­pe­sar do ano elei­to­ral ser em 2010, es­te mês ain­da ha­ve­rá elei­ção no mu­ni­cí­pio de São Ped­ro do Piauí. O pre­fei­to, Hi­gi­no Fi­lho, foi cas­sa­do por a­bu­so de po­der e­co­nô­mi­co e com­pra de vo­tos. A elei­ção mar­ca­da na ci­da­de de Nos­sa Se­nho­ra dos Re­mé­dios a­pós a cas­sa­ção do pre­fei­to foi a­nu­la­da pe­lo Tri­bu­nal Su­pe­rior Elei­to­ral no mês pas­sa­do.

Es­te ano já fo­ram rea­li­za­das elei­ções ex­tem­po­râ­neas nos mu­ni­cí­pios de Pimen­tei­ras, Bai­xa Gran­de do Ribei­ro e Fan­ci­nó­po­lis. O TRE de­ci­de por uma se­gun­da elei­ção quan­do o pre­fei­to e vi­ce cas­sa­dos con­se­gui­ram mais de 50% dos vo­tos na úl­ti­ma elei­ção.

Fonte: Fran­cis­co Li­ma e Sávia Barreto