Procuradoria denuncia Waldomiro Diniz por crimes tributários

Waldomiro teria suprimido ou reduzido tributos referentes a depósitos sem origem comprovada nos anos de 1999 e 2000.

O ex-assessor da Presidência da República Waldomiro Diniz foi acusado pelo Ministério Público de Brasília por crimes contra a ordem tributária. O dano aos cofres públicos calculado em 2005 pela Receita Federal, segunda a denúncia, foi de R$ 259.348,02.



Conforme a investigação da Receita que fundamentou a denúncia, Waldomiro teria suprimido ou reduzido tributos referentes a depósitos sem origem comprovada nos anos de 1999 e 2000.

Além disso, Waldomiro é acusado de usar uma declaração de isento de imposto de renda --benefício dado a que tem rendimentos baixos durante o ano. O caso está sob sigilo na 12ª Vara Federal, em Brasília.

Waldomiro foi o protagonista do primeiro escândalo de corrupção do governo Lula, em 2004. Ele foi flagrado em um vídeo recebendo propina de Carlos Cachoeira.

No vídeo, gravado em 2002 por Cachoeira, mas só divulgado em 2004, Waldomiro pedia ao empresário propina e dinheiro para campanhas do PT e do PSB. Em troca, o então presidente da Loterj (Loteria do Estado do Rio de Janeiro) prometia ajudar Cachoeira numa licitação.

Fonte: Folha.com