Programa desenvolvido pela PMT ajuda pessoas a deixarem de fumar

omente 10,8% dos brasileiros ainda mantêm o hábito de fumar

A Prefeitura de Teresina mantém, há quatro anos, no Hospital do Parque Piauí e com resultados satisfatórios, o Programa de Combate ao Tabagismo. O ato de fumar está cada vez menos popular no Brasil.  Somente 10,8% dos brasileiros ainda mantêm o hábito de fumar.  Nos últimos nove anos caiu para 30,7% o número de fumantes.

Image title



Em Teresina o tabagismo é menos frequente no público feminino, atingindo 3,1% da população. Os dados são da Vigitel (vigilância de fatores de risco e proteção para doenças crônicas por inquérito telefônico), anunciados esta semana pelo Ministério da Saúde.



Para reunir os pacientes atendidos pelo programa, aconteceu na manhã desta sexta-feira (29) o ciclo de palestras em referência ao Dia Mundial sem Tabaco, que será celebrado no próximo domingo (31), com o tema “Da saúde se cuida todos os dias” e o com o slogan “Das escolhas certas se cuida todo dia”.



Com base no tema, a psicopedagoga e psicanalista Gardene Lacerda realizou dinâmica com os integrantes do programa, destacando a consciência corporal e atividades em grupo.  O médico Carlos Alberto Rocha destacou a nova fase da vida de quem abandona o vício do cigarro.



Antonio Reinaldo Soares, 52 anos, fumou dos 12 anos até ano passado e com ajuda do programa conseguiu parar de fumar. “Eu já me sentia excluído da sociedade. Minha família pedia para eu parar, eu sentia cansaço e mal estar. Foi difícil, mas o programa foi fundamental e nas reuniões, com o atendimento médico e os medicamentos, eu consegui", comemora.


Os índices de atendimento pelo programa apontam que 422 pacientes iniciaram o tratamento, 265 pararam de fumar (62,79%), 104 desistiram (24,64%) e 52 não conseguiram (12,32%).




A pessoa que deseja parar de fumar pode procurar o serviço social do hospital para fazer a inscrição. A equipe que coordena o programa é formada por Gardene Lacerda (psicopedagoga, psicanalista), Alba Valéria e Angel Maria de Carvalho e Carvalho (assistentes sociais), Socorro Brito (assistente social), Naiane Brito (dentista), Laurimar Almeida (nutricionista), Rivaldo Macêdo (médico) e Carlos Alberto Rocha (médico).


 


Fonte: Prefeitura de Teresina