Projeto atribui à PF a apuração de crimes de preconceito

Projeto está em análise na Comissão de Constituição e Justiça

A Câmara dos Deputados analisa a Proposta de Emenda à Constituição 203/16, que atribui à Polícia Federal a apuração dos crimes resultantes de discriminação ou preconceito de raça, cor, etnia, religião ou procedência nacional.

Segundo a autora da proposta, deputada Tia Eron (PRB-BA), as polícias estaduais muitas vezes não têm efetivo, tampouco dispõem de infraestrutura suficiente para atender a todas as ocorrências de crimes. A parlamentar ressalta que, com a crescente popularização das redes sociais, o número de atos de racismo praticados por meio da internet aumentou.

“A Polícia Federal conta com aparato especial para investigar infrações de repercussão interestadual e internacional, como é o caso dos crimes cibernéticos”, argumenta. “O combate aos crimes resultantes de preconceito de raça ou de cor seria realizado de forma mais eficaz pela Polícia Federal”, complementa.

Tramitação

A PEC será analisada pela Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania quanto àadmissibilidade. Caso seja aprovada, será examinado por uma comissão especial criada especialmente para essa finalidade. Em seguida, será votada pelo Plenário.


Polícia Federal (Crédito: Reprodução)
Polícia Federal (Crédito: Reprodução)


Fonte: Com informações da Agência Câmara