Projeto de Lei da vereadora Rosário Bezerra sobre autismo é aprovado na Câmara

A vereadora Rosário Bezerra é a propositora do projeto, que vem sendo elaborado e discutido desde o ano passado com especialistas

Foi aprovado ontem (09) em primeira votação durante sessão ordinária da Câmara Municipal de Teresina, o Projeto de Lei que institui a Política Municipal Integrada de Atendimento à Pessoa Autista. O projeto visa a definição de diretrizes para uma política de Atenção Integral voltada para o diagnóstico precoce e para o tratamento dos sintomas da Síndrome do Autismo.

A vereadora Rosário Bezerra é a propositora do projeto, que vem sendo elaborado e discutido desde o ano passado com especialistas, profissionais da área e entidades da sociedade civil organizada. Em pronunciamento no dia da votação ela disse que ?foram ouvidas diversas sugestões e opiniões da Fundação Municipal de Saúde, como também de entidades como a AMA ? Associação dos Amigos dos Autistas, para se conseguir elaborar um projeto de lei que verdadeiramente contemple e melhore as condições dos autistas na cidade de Teresina?.

As discussões apontaram um alto custo para as famílias de autistas, que precisam ter gastos com medicamentos e com uma gama de profissionais, já que o tratamento exige, e como ele visa a reabilitação e a educação especial, o projeto de lei torna-se de grande relevância para que a classe possa melhor desenvolver as suas habilidades, já que ele garante assistência gratuita prestada pelo Município nas mais diversas áreas de atendimento ao autista, afim de que ele conquiste autonomia e inclusão social.

Sobre o Autismo

A Síndrome do Autismo ou simplesmente autismo não tem cura, possui a patologia da linha de psicoses e sintomas de base orgânica com implicações neurológicas e genéricas. O termo autismo refere-se ao significado ?perdido? ou ?ausente? e compromete as áreas de interação social, comunicação e comportamento, podendo ser este último restrito e repetitivo. Pode acometer o indivíduo em maior e menor grau e até hoje as causas e os sintomas da deficiência ainda são desconhecidos para a medicina.

Fonte: Ascom