Projeto de Rejane Dias garante quimioterapia oral pelo Iapep

Disponibilização de medicamentos orais

Projeto da deputada estadual Rejane Dias torna permanente a disponibilização de medicamentos orais para quimioterapia aos segurados do Iapep-Plamta. A medida é obrigatória aos planos particulares e permite que os pacientes façam o tratamento em casa. No Iapep, a pedido da parlamentar, a distribuição está em vigor desde julho deste ano, mas pode ser revogada por não estar determinada por lei estadual. “Os planos públicos não estão subordinados a todas as normas da Agência Nacional de Saúde. Mas, em maio, visitamos o presidente do Iapep Aloisio Luz e falamos sobre a necessidade de disponibilizar os medicamentos. Prontamente ele autorizou. O que queremos com o projeto é tornar essa decisão permanente, assegurada em lei”, comentou Rejane Dias.

Antes da autorização só utilizavam os medicamentos os assegurados que estivessem em ambulatório ou internados. Agora, o Iapep e Plamta fornecem o medicamento para que seja tomado em casa. “O tratamento em casa é melhor até para a recuperação do paciente. Além disso, evita muitos custos, como deslocamento até o hospital. E os maiores beneficiados serão os pacientes do interior, que não precisam fazer várias viagens a Teresina e bancar hospedagem pelo tempo que durar o tratamento”, completou a parlamentar.

Atualmente as drogas orais representam cerca de 40% dos tratamentos oncológicos, mas a estimativa e que aumente gradativamente devido aos avanços das novas terapias.

Curta o Portal Meio Norte nas redes sociais

 


Fonte: Ascom