Projeto investe R$ 30 milhões no PI

O projeto piloto de segurança pública prevê ainda um aumento no efetivo para 450 equipes policiais circulando 24 horas nos bairros de Teresina

Uma parcela do empréstimo de R$ 300 milhões autorizado pelo Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social ? BNDES e aprovado na última segunda-feira, 19, na Assembléia Legislativa será responsável pelo projeto de segurança pública que deve ser instalado nos próximos meses no Estado, orçado em R$ 30 milhões. Durante a solenidade que marcou o dia do Policial Civil, na manhã de ontem na sede da Acadepol (Academia de Policia do Piauí), o governador Wilson Martins (PSB) ressaltou que a segurança é uma das prioridades da sua gestão no comando do Palácio de Karnak.

O projeto piloto de segurança pública prevê ainda um aumento no efetivo para 450 equipes policiais circulando 24 horas nos bairros de Teresina e nas rodovias que cortam a capital. Apesar de já estar elaborado, é necessário consolidar as negociações sobre o projeto, o que deve ser feito amanhã, quando Martins visita o Ministério da Justiça, em Brasília.

Segundo o governador, a Polícia Civil piauiense tem se ?sobressaído no combate à criminalidade e é referência no Nordeste?. Wilson afirmou que serão feitas pesquisas de opinião pública para avaliar a segurança no Estado e trabalhar as possíveis mudanças que precisem ser feitas. A Polícia Militar será responsável pela Polícia Comunitária no Estado.

Do empréstimo total autorizado pelos parlamentares piauienses, R$ 229 milhões serão aplicados na construção de estradas e o restante será destinado à ampliação do capital de empresas estatais, a implantação dos Programas Polícia Comunitária, Piauí Digital e a para obras do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC). (S.B.)

Fonte: Sávia Barreto, Jornal Meio Norte