Projeto para banco na pauta da AL

O governo do Estado encaminhou peojeto a Assembléia Legislativa

O governo do Estado encaminhou Assembléia Legislativa o projeto de lei que cria o banco de fomento a partir dos recursos angariados com a venda do Banco do Estado do Piauí (BEP) para o Banco do Brasil (BB). Será um banco voltado para estimular o aparecimento de novos empreendedores a partir dos segmentos de baixa renda. O projeto deve tramitar ainda este ano pela Assembléia.

Segundo o presidente da Comissão de Finanças da Assembléia Legislativa e relator do Orçamento 2009, deputado estadual Paulo Martins (PT) o projeto já chegou a Casa e trata principalmente de criar um banco voltado para a concessão de crédito para estimular pessoas de baixa renda a terem seu próprio negócio.? Já chegou a esta Casa a criação de um banco de fomento do Piauí para promover a economia, a produção, o desenvolvimento sustentável e a área social?, destacou o parlamentar.

O capital do novo banco de fomento que funcionará como autarquia será originário da venda do antigo BEP para o Banco do Brasil e a marca ?BEP? será mantida, já que o governo do Estado optou por

manté-la. O sistema de funcionamento do novo BEP será igual aos bancos populares que concedem empréstimos a pequenos empreendedores a baixas taxas de juros e outras condições especiais.

O governo, inclusive, já está preparando um concurso público para advogados e economistas para a nova autarquia. O deputado Paulo Martins explicou ainda que o novo BEP será responsável por buscar atrair a população carente para trabalhar como empreendedores. ?O Estado vai trabalhar o desenvolvimento sustentável da população carente para levantar novos empreendedores?, disse o deputado estadual. A expectativa é que o projeto entre na pauta da Comissão de Constituição e Justiça em reunião que acontece na quartafeira.

Fonte: Carlos Rocha, Jornal Meio Norte