Protógenes, Aldo Rebelo e Netinho planejam disputar Senado pelo PC do B-SP

Segundo a coluna, um líder da legenda minimizou o problema: "Pesquisa existe para isso".

Assim como o delegado Protógenes Queiroz, que acabou de entrar no PC do B, outros dois nomes do partido em São Paulo planejam disputar vaga no Senado: o deputado Aldo Rebelo e o vereador Netinho de Paula, informa o "Painel" da Folha, editado por Renata Lo Prete.

Segundo a coluna, um líder da legenda minimizou o problema: "Pesquisa existe para isso".

Protógenes Queiroz confirmou ontem sua filiação ao PC do B. O delegado, que coordenou a primeira fase da Operação Satiagraha na PF, deflagrada no ano passado, disse que tomou a decisão diante de um "clamor popular" e que agora "tocará seu atabaque mais forte" --em uma alusão ao poema "O Tocador de Atabaque", de Eduardo Alves da Costa.

A opção pelo PC do B se deu, segundo Protógenes, após conversas com figuras importantes de diversos partidos. Ao longo dos últimos meses, o delegado foi "namorado" por diversas siglas, como o PSOL e o PTB. "Muitos partidos se preocupam com o seu projeto de poder próprio, e não da nação, como é o caso do PC do B", disse.

Daqui em diante, Protógenes pretende ser "um aliado do governo Lula" e enfrentar a corrupção, negando participação do presidente em escândalos deste tipo. "Lula não tem como saber de tudo [os atos ilícitos]. Ele não é um semideus para estar em todos os lugares. Minha função será exatamente ajudar nisso", disse. "Vou provar que essa administração [de Lula] foi a melhor para o projeto Brasil."

Protógenes assinará a carta de filiação ao PC do B no próximo dia 7, em São Paulo. "Seria um ato singelo, mas por uma exigência popular se optou por um simbolismo maior", afirmou.

Fonte: Folha Online, www.folha.com.br