PSB se reúne dia 20 para discutir substituto de Eduardo Campos, diz deputado  Gonzaga Patriota

PSB se reúne dia 20 para discutir substituto de Eduardo Campos, diz deputado Gonzaga Patriota

Patriota deu a declaração quando chegava à casa onde o ex-governador de Pernambuco morava, para prestar solidariedade à família

O deputado federal pelo PSB de Pernambuco Gonzaga Patriota afirmou nesta sexta (15) que as definições sobre a substituição do nome de Eduardo Campos na chapa que vai disputar a Presidência só devem começar a ocorrer em uma reunião prevista para a quarta-feira (20), na sede do partido em Brasília.

Patriota deu a declaração quando chegava à casa onde o ex-governador de Pernambuco morava, para prestar solidariedade à família. Eduardo Campos morreu na quarta-feira (13) em um acidente aéreo, em Santos.

Patriota afirmou ainda que acredita em um consenso em torno do nome de Marina Silva para substituir o companheiro na cabeça de chapa. E disse que um socialista deve assumir a vice de Marina. “Eu creio que todos os socialistas apoiem o nome de Marina. Ela tem uma história muito bonita nesse país e essa história dela foi aceita por Eduardo e deve ser aceita por nós. Na hora em que nós concordamos com o nome de Marina escolhido por Eduardo para ser sua vice, eu não vejo como não concordamos que ela seja a substituta dele nessa eventualidade que houve”, aponta Patriota. Segundo o parlamentar, Campos acreditava que “a vitória dele aconteceria no primeiro turno”.

“Eu viajava muito com ele e sempre dizia 'Eduardo, o tempo de propaganda de televisão é tão pequeno'. Ele dizia 'vá cuidar lá de Pernambuco que do Brasil, eu estou cuidando'. Ele sabia que a vitória dele aconteceria no primeiro turno, ele acreditava e eu acreditava também. Porque o povo brasileiro é muito politizado e quase 40% ainda não havia escolhido o seu candidato”, recorda. O deputado federal afirmou ainda acreditar que o vice na chapa com Marina deve ser um socialista. “Nós temos muitos nomes importantes, [acredito que vai ser] alguém que esteja na política, que conheça a política e que seja uma pessoa mais ou menos identificada com o Eduardo Campos. O Beto Albuquerque é um grande nome, Rodrigo Rolemberg, outro grande nome. Temos muito outros nomes também”, acredita. Na primeira semana de setembro, a Câmara dos Deputados deve prestar uma homenagem a Campos, segundo o socialista.

Fonte: G1