PSDB desconsidera pesquisas presidenciais com empate técnico

Alegando distorções dos resultados em comparação com outras sondagens, Guerra prefere não comentar

O presidente do PSDB, o senador Sérgio Guerra, afirmou que seu partido não leva em consideração as duas mais recentes pesquisas que apontam empate técnico entre os presidenciáveis José Serra, tucano, e Dilma Rousseff, petista.

- Não é nada de pessoal, mas pesquisas do Sensus e do Vox Populi, nos últimos tempos, têm estado muito diferentes dos nossos acompanhamentos, das nossas pesquisas e das de outras instituições. Não estamos trabalhando com elas.

Alegando distorções dos resultados em comparação com outras sondagens, Guerra prefere não comentar os números dos dois institutos. "Não sei se é uma questão de metodologia, mas elas não conferem".

Ele baseia-se num parâmetro favorável ao seu pré-candidato. "Mantemos uma boa margem sobre a ex-ministra Dilma", assegura, sem arriscar porcentagens. "A gente tem levantamentos quase diários, acompanhando o Brasil todo. Não tem nenhum movimento importante (recentemente)".

O resultado

A última pesquisa eleitoral da Sensus Consultoria e Pesquisa, divulgada nesta terça-feira, 13, aponta empate técnico entre os pré-candidatos à presidência da República do PT, Dilma Rousseff, e do PSDB, José Serra. O tucano aparece com 32,7% das intenções de voto, contra 32,4% da petista.

O deputado Ciro Gomes, do PSB, soma 10,1%, e a senadora Marina Silva, do PV, possui 8,1% da preferência do eleitorado.

O percentual de votos brancos e nulos foi de 7,7%, e 9,1% das pessoas ouvidas não souberam indicar uma opção ou não responderam. A pesquisa, encomendada pelo Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias da Construção Pesada de São Paulo, foi realizada entre os dias 5 e 9 de abril, em 136 municípios de 24 Estados, e ouviu 2 mil pessoas.

A margem de erro é de 2,2 pontos percentuais. O levantamento foi registrado no Tribunal Superior Eleitoral, sob o número 7594/2010, em 5 de abril.

Fonte: Terra