PSDB não preparou São Paulo para o futuro, diz Dilma em SP

Ela participou de lançamento de pré-candidaturas de Mercadante e Marta

O Partido dos Trabalhadores (PT) de São Paulo lançou neste sábado (24) as pré-candidaturas do senador Aloizio Mercadante ao governo estado e da ex-prefeita Marta Suplicy ao Senado.

No evento, que teve a participação da ex-ministra da Casa Civil, Dilma Rousseff, pré-candidata do partido à Presidência da República, as críticas ao PSDB, tanto em relação às gestões do governo federal quanto ao governo de São Paulo, estiveram presentes na maioria dos discursos.

Parte dos ataques foram feitos pela ex-ministra. Ela afirmou que o governo do PSDB não preparou São Paulo para o futuro.

"Tanto o Mercadante quanto a Marta, vão disputar contra o mesmo grupo político que governa o estado desde 1983, ou seja, quem tem menos de 30 anos em São Paulo não viveu outra experiência. Quem governou São Paulo por três décadas não preparou São Paulo para o futuro", disse Dilma.

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva não compareceu ao evento, mas enviou uma carta que foi lida pelo líder do governo na Câmara, deputado Cândido Vaccarezza (PT-SP). Lula disse que é testemunha da dedicação de Mercadante ao PT e afirmou que tem "compromisso" com as candidaturas de dele, de Marta e de Dilma.

"Serei militante desta campanha que já começa vitoriosa", escreveu na carta.

O discurso de Mercadante encerrou o evento. Emocionado e com a voz embargada, ele disse que teve que abrir mão da companhia dos filhos por diversas vezes para se dedicar à vida política. Ele lembrou que o PT em São Paulo possuía vários nomes colocados para a disputa ao governo como o senador Eduardo Suplicy, o ex-ministro Antônio Palocci e o prefeito de Osaco, Emídio de Souza. Mercadante agradeceu a eles e contou que muitas vezes é questionado sobre o porquê de ter abdicado de uma campanha à reeleição no Senado para enfrentar a disputa pelo governo em São Paulo.

"O melhor caminho para mim nunca foi o mais fácil", afimou.

Fonte: g1, www.g1.com.br