PSDB pede cassação do mandato do governador da Paraíba, José Maranhão

Ele assumiu o cargo deixado por Cássio Cunha Lima (PSDB)

O PSDB da Paraíba protocolou ação nesta quinta-feira (26), no Tribunal Superior Eleitoral (TSE), em que pede a cassação do mandato do governador José Maranhão (PMDB), que tomou posse no dia 18 de fevereiro. Ele assumiu o cargo deixado por Cássio Cunha Lima (PSDB), que foi cassado pelo TSE por abuso de poder econômico e político e prática de conduta vedada a agente público.

No recurso, assinado pelo senador Cícero Lucena (PSDB-PB), os tucanos alegam que as eleições de 2006 para o cargo de governador foram "contaminadas" por suposto abuso de poder econômico do candidato José Maranhão, que na época exercia o cargo de senador.

O partido acusa o então suplente de José Maranhão, o atual senador Roberto Cavalcanti (PRB), de ter colocado à disposição da campanha do peemedebista ?todo o sistema de comunicação que possui?.

Roberto Cavalcanti é proprietário de um jornal e de concessões de uma emissora de TV e de rádios locais. Os tucanos relatam que ele teria usado os meios de comunicação para divulgar notícias ?desfavoráveis e degradantes? contra Cássio Cunha Lima, então candidato à reeleição.

Junto à ação, o senador Cícero Lucena anexou cópias de DVD com programas de rádio e televisão exibidos durante o ano eleitoral. O processo, cujo relator é o ministro Marcelo Ribeiro, será analisado em data ainda não definida pelo TSE.

O G1 procurou o senador Roberto Cavalcanti para comentar o caso, mas sua assessoria disse que ele estava em viagem para a Paraíba e não tinha como ser contatado. O governador José Maranhão não foi localizado. O G1 deixou recado no celular de sua assessoria, mas não obteve resposta até as 18h50.

Fonte: g1, www.g1.com.br