PSOL ainda não definiu por candidatura

Partido aguarda reunião nacional para tomar decisão

As articulações políticas em torno do processo sucessório das eleições deste ano iniciaram há muito tempo. No entanto, o Partido Socialismo e Liberdade (PSOL) ainda não iniciou as discussões relacionadas a um lançamento ou não por candidatura própria. A afirmação foi dada pelo professor Alexis Leite, presidente do diretório estadual do partido no Piauí, que pode vim a entrar na disputa pela cadeira no Karnak.

Alexis Leite acrescentou que no próximo dia 21 os representantes do partido se reunirão para analisar a conjuntura política da sucessão eleitoral e, a partir daí, serão traçadas as metas e um planejamento das pretensões do partido. ?Vamos discutir coligações e também se o partido terá ou não candidatura própria?, explica, ressaltando que a meta é construir um programa político.

A idéia é amadurecer as discussões estaduais para levar um entendimento para a Conferência Nacional do PSOL que será realizada na segunda semana de abril, em Brasília. ?Não definimos nada ainda, mas está no momento de fazermos isso, até para poder trabalhar uma pré-candidatura?, frisa, acrescentando que poderá ser formada uma aliança entre PCB, PSOL e PSTU.

Sobre possíveis nomes que poderiam vim a compor uma chapa do partido, Alexis Leite afirmou que os nomes ainda não foram definidos. Por enquanto, já está descartado o nome da ex-presidente da Federação das Associações de Moradores de Conselhos Comunitários (Famcc), Lucineide Barros. ?Vamos construir. Quem quiser colocar seu nome a disposição, iremos apoiar?, garante o presidente do partido. (M.M)

Fonte: Mayara Martins