PSOL, PDT e PSDB se unem para apoiar Pedro Taques no Senado

Randolfe Rodrigues e Antonio Carlos Valadares desistiram de candidaturas. Pedro Taques (PDT-MT) vai disputar contra Renan Calheiros (PMDB-AL)

As bancadas no Senado do PSOL, do PDT e do PSDB anunciaram na tarde desta quinta-feira (31) apoio a Pedro Taques (PDT-MT) na disputa pela presidência do Senado. O líder do DEM, senador Agripino Maia (RN), que participou de uma reunião nesta tarde com o chamado grupo dos "independentes", também disse que irá votar no pedetista, único que deverá disputar o comando da Casa contra Renan Calheiros (PMDB-AL), que tem apoio da base governista.

A candidatura foi costurada em acordo com Randolfe Rodrigues (PSOL-AP), que abriu mão da disputa em favor de Taques. O objetivo é que apenas um nome se contraponha a Renan Calheiros, já que a eleição, marcada para a manhã desta sexta (1º), não terá segundo turno. Vence o candidato que obtiver mais votos entre os senadores presentes na sessão.

Durante a reunião entre os partidos, o PSB apresentou o nome de Antonio Carlos Valadares (SE) como alternativa a Pedro Taques, mas não houve consenso.

Fonte: G1