PT aciona PF para apurar panfletos contra Dilma

Os petistas pedem intervenção da Polícia Federal para a apreensão de todos os panfletos e a prisão dos responsáveis pela distribuição do material.

Uma suposta ficha criminal apontando a ex-ministra Dilma Rousseff (PT) como ?assassina e assaltante de banco?, divulgada ontem em Teresina, foi usada pela direção regional do Partido dos Trabalhadores como objeto de uma representação junto ao Tribunal Regional Eleitoral (TRE). Os petistas pedem intervenção da Polícia Federal para a apreensão de todos os panfletos e a prisão dos responsáveis pela distribuição do material.

Para os petistas o panfleto tem conotação eleitoral devido a ministra liderar todas as pesquisas de intenção de votos no Piauí. ?A campanha nem começou e já estão apelando. É desespero isso ai", lamentou o presidente do diretório regional do PT, Fábio Novo. O secretário estadual de Transportes, Alexandre Nogueira destacou que a distribuição dos panfletos configura uma contra-propraganda para fins eleitoreiros. ?É um documento manipulado. Por isso pedimos que faça uso do poder de polícia para averiguar e punir os responsáveis?, frisou.

A representação foi apresentada pelos advogados Gianna Lúcia Carnib Barros e Germano Tavares Pedrosa e Silva e recebeu o número de Protocolo 8.888/2010. Ao documento, foi anexado uma cópia do panfleto distribuído. Saindo em defesa da ex-ministra, o ex-governador Wellington Dias avaliou o ato como um desrespeito à pessoa humana da Dilma. ?Na campanha deste ano, a oposição mostrará seu lado mais desesperado e brutal já visto no Brasil e no Piauí. Essa violência da oposição exigirá muita tranqüilidade da gente, pois não vamos entrar na raia da baixaria?, escreveu Dias em sua página no twitter.

Para o deputado Cícero Magalhães (PT) uma disputa eleitoral deve ser ganha baseada em propostas e ?não com difamações?. ?Em um processo eleitoral ganha quem tem a melhor proposta. Não podemos fazer uma política de difamação?, salientou. (M.M)

Fonte: Mayara Martins