Eleições: PT acusa Serra por propaganda irregular em SP e ameaça entrar na Justiça

Eleições: PT acusa Serra por propaganda irregular em SP e ameaça entrar na Justiça

De acordo com José Serra não houve qualquer irregularidade no programa do PSDB.

Em nota oficial assinada pelo presidente do diretório municipal do PT de São Paulo, Antonio Donato, o partido acusa novamente o PSDB e o pré-candidato dos tucanos à prefeitura de São Paulo, José Serra de infringir a lei e praticar propaganda eleitoral antecipada. De acordo com os petistas, as inserções partidárias do PSDB veiculadas nesta sexta-feira que anunciam a convenção do partido e Serra como candidato a prefeito são uma prova de que os tucanos "zombam da lei eleitoral", situação que fará com que o PT acione, mais uma vez, a Justiça Eleitoral para combater esse tipo de prática.

"Serra e o PSDB excederam desta vez todos os limites da lei, fazendo propaganda eleitoral descarada e afrontando de novo a Justiça. Atitude bem típica dos tucanos. É uma clara demonstração de desespero de uma candidatura representante legítima da atual gestão na Prefeitura de São Paulo, que é rejeitada pela maioria da população paulistana, como apontam as pesquisas. A administração Serra/Kassab é inoperante e incapaz de colocar em andamento os projetos necessários para melhorar a vida em nossa cidade", diz trecho da nota petista.

De acordo com José Serra não houve qualquer irregularidade no programa do PSDB. "O horário partidário foi usado para prestar informação aos filiados. Não houve propaganda eleitoral", afirmou o pré-candidato por meio de sua assessoria.

No dia de ontem, tanto PSDB quanto o pré-candidato José Serra, foram multados em R$ 15 mil, cada um, por veiculação de propaganda eleitoral antecipada durante inserções partidárias na TV. As multas, proferidas pelo juiz auxiliar da propaganda eleitoral Manoel Luiz Ribeiro, foram aplicadas em duas representações propostas pelo diretório municipal do PT.

Fonte: Terra