PT evita atritos internos sobre 2012, diz Rejane  Dias

PT evita atritos internos sobre 2012, diz Rejane Dias

A deputada também comentou os resultados do Índice Firjan

A deputada estadual Rejane Dias declarou em entrevista ao meionorte.com, que está mantendo contato com todos os segmentos de seu partido, o PT, com objetivo de evitar atritos entre seus membros devido as diferentes posições internas sobre as eleições de 2012, para qual desponta como forte nome para a disputa. A ala dominante no Diretório Municipal, que vai organizar o partido para as eleições em Teresina, defende a aliança com o prefeito Elmano Férrer. Porém, além de estar bem à frente de Elmano nas pesquisas que intenções de voto, Rejane Dias defende também a estratégia dos partidos aliados ao governo do Estado que tiverem nomes fortes para a disputa lançarem candidaturas próprias para forçar um segundo turno e se unirem posteriormente. “É bom para a população, que vai poder comparar melhor os projetos de cada partido e dos candidatos e o que já foi realizado por cada um”, completou. Mas, segundo a deputada, o PT só vai definir a estratégia para eleição em Teresina no próximo ano e, agora, foca em sua organização para as eleições em todo o Estado e, seus parlamentares, se empenham em mostrar trabalho à população. “Neste final de semana, por exemplo, eu estive em São João, onde começamos a trabalhar a estratégia para as eleições do ano que vem. Ao mesmo tempo, acompanhei o andamento de alguns pleitos meus, como a construção do IFPI do município, que é uma obra importante e grandiosa, além de instalação da Caixa Econômica”, ressaltou. FIRJAN. A deputada também comentou os resultados do Índice Firjan, levantamento da Federação das Indústrias do Rio de Janeiro sobre qualidade de vida em todos os municípios e estados, que apontou o Piauí como o segundo do país que mais se desenvolveu em nove anos que a pesquisa é realizada. Para a Firjan, o Piauí ganhou quatro posições nos últimos anos e agora está à frente de seis estados em relação à Educação, Saúde e geração de emprego e renda. “Este período reflete o tempo dos governos Lula, no país, e Wellington Dias, no Piauí. Os resultados refletem o modo petista de governar: buscando o desenvolvimento econômico, atrelado ao desenvolvimento social. Um serve de suporte para o outro. Um país não é desenvolvido se este não chegar a todos. Nós agora temos mais estrutura e recursos para crescermos mais rápido ainda e, em breve, vamos atingir um alto padrão de desenvolvimento econômico e de bem estar para todas as famílias do Estado. Estou muito feliz com as conquistas do Piauí”. FOTO: EFRÉM RIBEIRO

PT evita atritos internos sobre 2012, diz Rejane Dias

Fonte: Marcos Moraes