PT pede multa de R$25 mil contra Campos por campanha antecipada

PT pede multa de R$25 mil contra Campos por campanha antecipada

O PT acusa o pré-candidato do PSB à presidência da República de fazer promoção pessoal com dinheiro público

O Partido dos Trabalhadores em Pernambuco ingressou com ação no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) pedindo a aplicação de multa de até R$ 25 mil ao agora ex-governador Eduardo Campos (PSB), por propaganda eleitoral antecipada.

O PT acusa o pré-candidato do PSB à presidência da República de fazer promoção pessoal com dinheiro público ao publicar uma propaganda em jornal do Estado exaltando suas realizações e "pedindo implicitamente votos e referindo-se ao atual governador como exemplo de gestor, projetando-se a sua ascensão política em nível nacional com a pré-candidata Marina Silva", dizem os petistas na representação.

A propaganda foi publicada na última semana de março, poucos dias antes de Campos deixar o cargo de governador para se dedicar à campanha presidencial, fato que aconteceu nesta quinta (03), quando Eduardo finalmente assinou a carta de renúncia do cargo.

Nas regras da Justiça Eleitoral, qualquer propaganda eleitoral só é permitida a partir do dia 6 de julho.

A representação foi protocolada ontem, quinta-feira, mas divulgada pelo TSE apenas nesta sexta (04).

O TSE inforou que o ministro Humberto Martins deve ser o relator do processo contra Eduardo Campos.

Fonte: Terra