PT processa vice de Serra por injúria e difamação

PT processa vice de Serra por injúria e difamação

Por Indio ser um deputado federal, a representação precisa ser ingressada junto ao STF

Na tarde desta segunda-feira (19), o Partido dos Trabalhadores representa criminalmente por injúria e difamação junto à Procuradoria Geral da República (PGR) e Supremo Tribunal Federal (STF) contra o candidato a vice-presidente, Indio da Costa (DEM-RJ). As acusações do democrata de que o PT teria ligações com as Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc) e narcotráfico, e ofensas dirigidas a candidata petista ao Planalto, Dilma Rousseff motivaram a medida judicial.

Por Indio ser um deputado federal, a representação precisa ser ingressada junto ao STF e não junto ao Tribunal Eleitoral. Na última sexta-feira (16), o parlamentar acusou o PT de estar ligado às Farc e ao crime organizado: "todos sabem que o PT é ligado as Farcs, ao narcotráfico, a tudo o que há de pior. Não tenho dúvida nenhuma disso". Indio ainda chamou a adversária de "ateia" e "esfinge do pau oco", em resposta à afirmação dela de que o democrata havia "caído do céu" no posto de vice.

Além das duas representações criminais que já foram preparadas pelo advogado do partido Pierpaolo Bottini, o PT vai ingressar também com um pedido de direito de resposta contra o site do PSDB. Segundo explica o também advogado do PT Márcio Silva, "o direito de resposta será pedido porque foram mantidas as declarações de Indio no site do partido". Segundo Silva, a depender da retratação vinda dos tucanos, o PT vai avaliar a possibilidade de ingressar com uma ação por danos morais.

Os ataques de Indio foram feitos quando respondia a internautas e jornalistas em entrevista organizada pelo site mobilizapsdb. Em resposta, o presidente do PT, José Eduardo Dutra disparou em sua página no Twitter: "esse Indio desqualificado quer ser processado. O problema é que ele não vale o custo do papel necessário para a petição". O partido estuda representar contra o vice de Serra.

Antes de tomar conhecimento das medidas judiciais tomadas pelo PT, o coordenador administrativo da campanha de Serra, José Henrique Reis Lobo, afirmou que "os adversários criticam Indio, mas há muito tempo usam a internet para fazer os ataques mais sórdidos ao PSDB". Segundo Lobo, "blogs, sites e emails de figuras ligadas ao PT veiculam todos os dias mentiras e injúrias sobre o candidato do PSDB". O tucano completa: "fazem isso hoje como em outras eleições faziam através de panfletos apócrifos".

Ainda na entrevista, Indio evitou criticar Lula e questionou como seria o governo de Dilma sem o atual presidente, Luiz Inácio Lula da Silva. "No dia primeiro de janeiro, se a Dilma é eleita, Lula volta pra casa, mas o PT fica. Fica com todos aqueles mensaleiros". E acrescentou: "Lula tem poder sobre eles, mas eles têm muito poder sobre a Dilma". A menção ao "mensalão do PT" já tinha sido feita em entrevista ao Terra na última terça-feira (13).

Fonte: Terra, www.terra.com.br