Eleições: PT se divide sobre prazo da decisão de W.Dias

Segundo Solano, Wellington Dias é de grande importância política para o PT



A disputa interna no Partido dos Trabalhadores sobre a data em que o senador Wellington Dias (PT) deve definir se vai concorrer à Prefeitura de Teresina tem no diretório estadual a defesa de que Dias só divulgue uma posição no ano que vem. Segundo o secretário estadual de Cidades e deputado estadual pelo PT, Merlong Solano, ?não há necessidade do PT definir agora sua estratégia para eleições de 2012?. Até o momento, o diretório municipal do PT mantém o prazo para que Wellington decida sobre a candidatura à PMT até o próximo mês.

Para ele, a data ideal para começar a se definir uma posição, levando em conta a conjuntura estadual, é junho do ano que vem. Merlong se definiu como um ?bombeiro procurando evitar a pressa e o açodamento?. ?Temos nomes significativos para colocar à mesa como Cícero Magalhães, Assis Carvalho, Rejane Dias e Jesus Rodrigues. Mas antes esses petistas precisam dar conta do recado que assumiram recentemente e manter portas abertas às possibilidades que se adequem à proposta do partido?, completou.

Segundo Solano, Wellington Dias é de grande importância política para o PT e o partido não deve impor prazos ao ex-governador. ?O Wellington é um ?ás? na manga para usar no momento certo. Por que vir a público questionar o papel de Wellington Dias??, pontuou. Sobre as críticas feitas por petistas à deputada estadual Rejane Dias, esposa de Wellington, apontando para uma oligarquia na família Dias na política, Merlong foi enfático.

?Ela é esposa e a vida deles os encaminhou para isso. É uma mulher com identidade, mostrou capacidade nas funções que exerceu no governo e como deputada está mostrando garra e criatividade. Esse discurso favorece a oposição e é uma visão equivocada da mulher que casa com politico e fica impossibilitada de entrar na politica?, frisou. (S.B.)

Fonte: Sávia Barreto, Jornal Meio Norte