PT segue PSDB e decide usar internet para repercutir evento de Dilma

Os organizadores do evento petista não cogitavam transmitir o encontro pela internet

O PT resolveu nesta sexta-feira seguir o PSDB ao decidir utilizar a internet para dar maior repercussão ao debate que a ex-ministra Dilma Rousseff fará amanhã com o presidente Luiz Inácio Lula da Silva no Sindicato dos Metalúrgicos em São Bernardo do Campo (SP).

Organizado por seis centrais sindicais, o evento será transmitido ao vivo pelos sites do PT e do sindicato local. Ao mesmo tempo, simpatizantes poderão enviar perguntas pela internet.

O ato foi pensado para ser um contraponto ao lançamento da pré-candidatura do ex-governador José Serra (PSDB), que também acontece no sábado em Brasília.

Os organizadores do evento petista não cogitavam transmitir o encontro pela internet. No entanto, ontem o PSDB divulgou nota dizendo decidiu fazer a transmissão do evento pelo site do partido. Um vídeo com os presidentes das três legendas foi criado para chamar os militantes ao encontro.

Com 189 mil seguidores, a página de Serra no Twitter será uma das ferramentas usadas para divulgar o lançamento. Os partidos querem ainda utilizar outras mídias sociais, como Orkut, YouTube e Facebook, para ampliar a repercussão do evento.

Os tucanos esperam levar cerca de 3.500 simpatizantes ao evento. A apresentadora e modelo Ana Hickmann será a mestre de cerimônia.

Já, no PT, a expectativa é que compareçam 800 pessoas no sindicato. Além de Lula e Dilma, o debate servirá para lançar a chapa do PT em São Paulo, com a presença do senador Aloizio Mercadante, candidato ao governo, e da ex-prefeita Marta Suplicy, candidata ao Senado.

Serão debatidas questões relacionadas ao emprego. A jornada semanal de 40 horas e a licença maternidade de 180, que não têm o apoio integral de Dilma e Lula, devem estar na pauta dos sindicalistas.

Os partidos demonstram que a atenção à internet não será exclusivo aos eventos de sábado. No PSDB, uma equipe foi montada pelo comando da campanha para gerenciar as ferramentas virtuais. O núcleo contará com a jornalista e publicitária Ana Maria Pacheco, encarregada de abastecer e administrar o Twitter do Serra.

Enquanto isso, o PT tem incentivado militantes a criar páginas em apoio da candidata. Para utilizar melhor a rede, o PT contratou ainda Marcelo Branco, ex-diretor e um dos idealizadores da Campus Party, maior evento de tecnologia do país, e Scott Goodstein, que integrou campanha de Barack Obama à Presidência.

Ontem, por exemplo, eles criticaram a portas fechadas o desempenho do PT na rede e pregaram a necessidade de o partido "descer do pedestal" e fazer circular dados pró-Dilma. Coordenadores estaduais de comunicação do PT e as assessorias de imprensa dos gabinetes petistas no Congresso ouviram a palestra.

Fonte: Folha Online, www.folha.com.br