"PT só pode sair nas eleições unido", diz vereador Décio Solano

"PT só pode sair nas eleições unido", diz vereador Décio Solano

O PT continua no imapasse sobre as eleições desse ano.

?Temos uma clareza dentro do PT: só vamos sair se for unidos?. A frase é do vereador de Teresina e membro do diretório municipal do PT, Décio Solano e responde as críticas sobre a desunião do partido em relação ao rumo que deverá tomar nas eleições de 2012. De um lado, petistas querem lançar candidatura própria, com o nome da deputada estadual Rejane Dias (PT) encabeçando a chapa para o comando do Palácio da Cidade. De outro lado, os membros do PT defendem o apoio ao atual prefeito de Teresina, Elmano Férrer (PTB).

?Aderimos à administração da Prefeitura de Teresina, mas só vamos decidir o rumo político em 2012?, pontuou, acrescentando que, com o ?crescimento natural? de Elmano, já registrado nas últimas

pesquisas que medem a intenção de voto dos eleitores da capital, o apoio ao petebista estaria consolidado.

?A própria Rejane disse que, se o prefeito tiver maior viabilidade, ela retira seu nome, agora está pacificado também que, se ela crescer e ele não, o PT poderá ter prévias?, argumentou Solano. Nas prévias os mais de 7 mil filiados do PT na capital serão chamados para decidir que caminho a sigla irá firmar nas eleições municipais. ?O PT unido é mais forte?, destacou.

O deputado estadual Cícero Magalhães (PT), que detém maioria no diretório municipal de Teresina, frisou que não há divisão no PT. ?O que há são duas teses sendo discutidas. Nossa militância é quem vai decidir e eu sou um soldado do partido. A tese que vencer nós vamos seguir? ressaltou o deputado. A deputada Rejane Dias também frisou a união de forças. ?Estou à disposição do meu partido. Se decidir que devemos partir para uma aliança eu estou aqui à disposição?.

Fonte: Sávia Barreto, Jornal Meio Norte