“PT vai derrotar Wellington”, diz Themístocles

). De acordo com ele a imposição do PT, engessa os acordos políticos com os demais partidos e o PT poderá acabar sem alianças.

As últimas decisões dos membros da cúpula petista estão deixando a vitória do ex-governador Wellington Dias (PT) ao senado cada vez mais distante. A análise é do presidente da Assembléia Legislativa, deputado Themistocles Filho (PMDB). De acordo com ele a imposição do PT, engessa os acordos políticos com os demais partidos e o PT poderá acabar sem alianças.

Para o deputado, ?está faltando humildade no PT do Piauí?. ?Em nível nacional, o PT está mais humilde. Convidou o Michel Temer, que é do PMDB, para ser vice da Dilma?, argumentou, acrescentando que em âmbito nacional os petistas reconheceram a importância política do PMDB.

O radicalismo do PT em condicionar o apoio político ao governador Wilson Martins (PSB) apenas de o partido tiver a vaga de vice-governador na chapa governista, não foi vista com bons olhos pelos demais partidos que costuravam uma aliança com os peessebistas. As reações adversas vieram também por membros do PSB, que fizeram coro na Assembléia e afirmaram que o ?PSB não vai aceitar faca no pescoço?.

Os partidos aguardam agora uma definição do governador Wilson Martins. Se não for favorável ao pleito petista, os membros do PT afirmam que lançará candidatura própria e romperá acordos com o PSB. O partido já trabalha com a hipótese do nome do deputado federal Antônio José Medeiros para encabeçar a chapa petista. (M.M)

Fonte: Mayara Martins