PV quer governo com políticas integradas

A proposta do PV é entrar na disputa de forma propositiva e positiva, “fugindo dos ataques às outras gestões”

Mesmo sem ter anunciado ainda o nome que representará o partido na disputa pelo Palácio de Karnak, o Partido Verde (PV) já tem um programa de governo para apresentar à população. De acordo com a presidente regional do partido, vereadora Teresa Brito, a proposta do PV é entrar na disputa de forma propositiva e positiva, ?fugindo dos ataques às outras gestões?. A idéia do partido é também trabalhar com políticas integradas nas mais diversas esferas do poder público.

Teresa Brito ainda faz segredo sobre o nome do pré-candidato, mas diz que pretende anunciar durante a vinda da senadora Marina Silva (PV). A data da visita da senadora ainda não está confirmada, mas a previsão é de que seja no último sábado de abril ou no segundo sábado de maio. ?Ela deverá receber o título de cidadão teresinense, participar do Seminário de Desenvolvimento Sustentável e ainda participar do encontro da militância do Partido Verde?, adianta a vereadora.

O professor Deocleciano Guedes, Valdemar Rodrigues, que foi secretário municipal de meio ambiente de Teresina, e o advogado Cleanto Jales são os nomes que estão na disputa pelo Partido Verde. A idéia do partido é incluir todos os nomes na disputa deste ano. ?Os nomes que não encabeçarem a chapa, participarão das eleições concorrendo como deputado federal e estadual?, explica Teresa Brito.

Chapas proporcionais ? O PV já articula alianças com o PCB e PHS. A proposta do partido é ampliar a bancada de deputados, lançando pelo menos seis deputados federais e 32 estaduais. ?Estamos trabalhando, sobretudo, para levar a senadora Marina Silva para o 2º turno, trabalhando também com a ampliação da nossa bancada estadual e federal?, conclui. (M.M)

Fonte: Mayara Martins