Quadro cardíaco de José Alencar é estável, diz médico

Internado desde o dia 25, ele foi visitado por Lula e Dilma neste sábado

O Hospital Sírio-Libanês divulgou às 12h30 deste sábado (13) novo boletim médico sobre o estado de saúde do vice-presidente da República, José Alencar, que está internado desde o dia 25 de outubro com quadro de suboclusão (obstrução) intestinal. Na quinta-feira (11), Alencar sofreu um infarto agudo do miocárdio durante internação para tratar da obstrução intestinal, com quimioterapia. "Encontra-se estável do ponto de vista cardíaco e continua o tratamento do tumor intestinal", informa o boletim.

Além disso, o vice-presidente foi transferido para a "Unidade Coronária (semi-intensiva)" do hospital na noite de sexta-feira (12), diz a nota, que é assinada pelos médicos Antonio Carlos Onofre de Lira, diretor-técnico hospitalar, e Riad Yyounes, diretor-clínico.

Antes da divulgação do boletim, José Alencar recebeu as visitas do presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, e da presidente eleita, Dilma Rousseff, que permaneceram por 40 minutos no Hospital Sírio-Libanês, na manhã deste sábado. Lula desembarcou às 9h07, no Aeroporto de Congonhas, na Zona Sul de São Paulo, procedente de Seul, na Coreia do Sul, onde participou da reunião do G20. Seguiu direto de helicóptero para o hospital, onde chegou às 9h25, de acordo com a assessoria de imprensa do Palácio do Planalto.

Lula deixou o hospital por volta das 10h05, também de helicóptero, e seguiria direto para São Bernardo do Campo, no ABC, onde reside, segundo a assessoria do Palácio. À noite, ele participará de um casamento de um amigo no Sindicato dos Metarlúgicos de São Bernardo e só deverá retornar a Brasília na segunda-feira (15), feriado da Proclamação da República. A agenda de Dilma Rousseff não foi divulgada pela assessoria.

Segundo a assessoria do vice-presidente, José Alencar está bem disposto e caminhando. Ele teria acompanhado Lula e Dilma até o elevador, quando o presidente e a presidente eleita deixaram o hospital.

Na sexta-feira (12), o vice-presidente teve dores na região do estômago por volta das 15h de sexta-feira (12) e foi submetido a um ecocardiograma. Dores nessa região podem ser tanto um reflexo de problemas cardíacos quanto do câncer no abdome de Alencar.

Fonte: g1, www.g1.com.br