Recontagem de votos tira vaga do ex-BBB Jean Wyllys na Câmara de deputados; cabe decisão

Recontagem de votos tira vaga do ex-BBB Jean Wyllys na Câmara de deputados; cabe decisão

O motivo da recontagem se deve ao fato de o partido não ter alcançado o quociente eleitoral

O ministro do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) Marco Aurélio Mello determinou nesta terça-feira (7) que o Tribunal Regional Eleitoral do Rio de Janeiro (TRE-RJ) refaça o cálculo dos votos dos deputados federais da bancada do PT do B do estado. Cabe recurso à decisão.

O motivo da recontagem se deve ao fato de o partido não ter alcançado o quociente eleitoral, calculado em 173,8 mil votos (número mínimo de votos que o partido precisa para eleger um deputado no estado) depois que 18 candidatos da legenda tiveram os registros indeferidos e, portanto, os votos recebidos por eles foram considerados nulos.

O ministro Marco Aurélio, porém, decidiu que os votos dos candidatos barrados deveriam ser contados para o partido. Com isso, o PT do B recuperou os votos que haviam sido considerados nulos, fazendo com que o candidato Cristiano José Rodrigues de Souza passasse à condição de eleito, com 29.176 votos válidos.

A mudança no quociente eleitoral provocou alteração na bancada de outro partido. No PSOL, o ex-BBB Jean Wyllys, que havia sido considerado eleito, deve ficar de fora da Câmara dos Deputados.

O G1 tentou contato com o presidente do PT do B no Rio de Janeiro, Vinicius Cordeiro, não atendeu às ligações do G1. A reportagem não localizou o ex-BBB Jean Wyllys.

Fonte: g1, www.g1.com.br