Rejane Dias afirma que o Piauí hoje respeita as pessoas com deficiência

A secretária falou sobre o tema “Políticas Públicas e Pessoas com Deficiência” para cerca de 600 pessoas

Segundo a secretária para Inclusão da Pessoa com Deficiência, Rejane Dias, o Piauí hoje é um estado onde as pessoas com deficiência são respeitadas. De acordo com a secretária, essa é a grande mudança social, resultante da execução de políticas públicas por parte do Governo do Estado, em benefício dessa parcela da população. Rejane Dias fez palestra no Fórum Regional pela Inclusão da Pessoa com Deficiência, realizado em Oeiras, nessa sexta-feira (19) e sábado (20).

A secretária falou sobre o tema ?Políticas Públicas e Pessoas com Deficiência? para cerca de 600 pessoas no Ginásio Poliesportivo Desembargador Antonio Santana, na manhã desse sábado (20). ?Saímos de uma política assistencialista, pontual, para uma política cidadã, de direito, respeitando o ser humano em toda sua plenitude?, declarou. ?Isso, portanto, é o que compete ao Estado fazer, e nós estamos buscando fazer, como manda a nossa Constituição Federal.?

Ao analisar a situação atual das pessoas com deficiência no Piauí, Rejane Dias apontou a criação da Secretaria para Inclusão da Pessoa com Deficiência (Seid) como marco histórico. ?Acho que a Seid foi um marco divisor, sobretudo naquilo que o Estado é responsável, através das políticas públicas?, opinou. A secretária destacou também o papel exercido pelas associações dos pais e amigos dos excepcionais ? as APAEs ? neste processo.

Conjunto de avanços

?Eu estou dizendo que as ongs, como a APAE, a Associação dos Cegos e outras entidades, muitas vezes fizeram o papel que era para o Estado fazer, e nós continuamos apoiando-as porque entendemos que é importante a parceria da sociedade civil organizada?, continuou a secretária. ?Há cerca de 17,5% da população que têm algum tipo de deficiência. Se formos falar em números, são 501 mil pessoas no Piauí que têm algum tipo de deficiência.?

Um outro avanço ressaltado por Rejane Dias diz respeito à criação da Rede Estadual de Reabilitação durante a gestão do governador Wellington Dias. Ela indicou ainda, como avanço significativo das políticas públicas em favor dos deficientes, a fabricação das próteses e órteses, na Oficina Ortopédica do Centro Integrado de Reabilitação Danielly Dias (Ceir). ?A população não precisa pagar nada por isso. É um serviço gratuito.?

O passe livre nos ônibus intermunicipais, para idosos e pessoas com deficiência, também está no conjunto de políticas públicas enumeradas pela secretária. ?Para que essas pessoas possam ir a Teresina, que é o centro de saúde, levar seus filhos para fazer exames, tratar e ser consultados.? A educação inclusiva nas escolas da Rede Estadual, a partir da capacitação dos professores e da adaptação dos prédios ao princípio da acessibilidade, foi igualmente lembrada.

Objetivos cumpridos

Sobre o Fórum Regional pela Inclusão da Pessoa com Deficiência ? a 6º edição do evento em todo o Piauí ? Rejane Dias disse estar muito feliz por ter mais uma vez atingido os objetivos programados. ?Ele tem o objetivo de disseminar a informação, levar serviços e entregar os equipamentos ortopédicos?, explicou. ?É um momento muito rico, de debate, de discussão e principalmente de orientação, porque estão aí as políticas públicas, em plena execução.?

Fonte: CCOM, www.pi.gov.br