Royalties serão votados em fevereiro, afirma Dias

Senador tomou posse na liderança do PT no Senado


â??Royalties serão votados em fevereiroâ??, diz Dias
O senador Wellington Dias assumiu ontem a liderança do PT e da Base de Apoio ao Governo para o ano de 2013 no Senado Federal. ?Assumo a liderança do PT após um trabalho importantíssimo, num primeiro momento, do senador Humberto Costa (PE) e, agora, do senador Walter Pinheiro (BA). Agora temos que trabalhar o consenso da bancada.

Uma bancada que sabe da sua responsabilidade?, observou Wellington. O senador, que é autor do projeto de redistribuição dos recursos dos petróleo brasileiro aprovado no Senado e na Câmara e sancionado com veto parcial pela presidente Dilma, acredita no entendimento com relação à proposta.

?Não havendo entendimento há maioria de sobra na Câmara e no Senado para a derrubada do veto. É vontade da maioria representamos aqui o povo e a maioria do povo é que tem que prevalecer. Os vetos devem ser voltados ainda em fevereiro?, declarou Wellington.

O senador falou ainda das expectativas para o ano legislativo que inicia oficialmente na próxima terça, dia 05. ?Será um ano desafiador. De um lado, uma coisa boa, é um ano que não tem eleição. De outro, é ainda um ano em que o Brasil é tocado por uma crise mundial. Mas enfrentamos gerando empregos e muitas das mudanças e reformas que precisamos fazer passam pelo Senado Federal?, frisou Wellington.

Na terça, o Congresso deverá se reunir e votar o Orçamento. A partir do carnaval, a ideia é trabalhar uma pauta extensa e complexa, de acordo com o senador. ?Vamos definir a solução em relação às regras do FPE; a regra para de distribuição e destinação dos royalties e participação especial do gás e petróleo; e vamos estar tratando do Plano Decenal da Educação, ou seja, quanto que o País está disposto a aplicar e de onde vem os recursos, para citar alguns dos temas que mudam a realidade do Brasil. Dependendo do que aprovarmos aqui melhora a vida do povo e preparamos melhor o Brasil para as futuras gerações?, afirmou Wellington.

Fonte: Ananias Ribeiro