Após 10 dias internado, José Sarney deixa hospital de São Paulo na data de aniversário

Após 10 dias internado, José Sarney deixa hospital de São Paulo na data de aniversário

José Sarney estava internado no Sírio-Libanês desde o dia 14 de abril.

O presidente licenciado do Senado, José Sarney (PMDB-AP), deixou o Hospital Sírio-Libanês, em São Paulo, por volta de 11h20 desta terça-feira (24). Nesta terça, Sarney completou 82 anos - confira aviso de alta no fim da reportagem.

Sarney estava internado desde 14 de abril, quando sentiu fortes dores no peito causadas pelo entupimento de uma artéria no coração. Passou por um cateterismo seguido de uma angioplastia na madrugada do dia seguinte.

Ele chegou a ficar na Unidade de Tratamento Intensivo (UTI) e recebeu visita do ex-presidente Lula, do vice-presidente Michel Temer e de parlamentares no decorrer da semana passada.

Ao sair do hospital, o senador disse que não está acompanhando as negociações para instalação no Congresso da Comissão Parlamentar Mista de Inquérito (CPMI) para investigar as relações do bicheiro Carlos Cachoeira com parlamentares, empresas e agentes públicos. Sarney seria o responsável por instalar a comissão caso não estivesse de licença.

"Não estou sabendo o que está se passando. [..] Esse é um problema que agora já não vai ser meu", disse, ao ser perguntado sobre uma suposta tentativa de PT e PMDB para não deixar a investigação respingar no governo.

Conforme o filho de Sarney, deputado Sarney FIlho (PV-MA), o pai ficará os próximos 15 dias na capital paulista, onde ficará mais perto do Sírio, antes de retornar a Brasília. Não está descartado o retorno de Sarney ao hospital para exames.

"Ele vai ficar mais 15 dias em São Paulo, por orientação médica, familiar também. O pessoal acha que ele deve descansar mais um pouco aqui", disse Sarney Filho.

O deputado afirmou ainda que o pai recebeu diversas ligações em razão de seu aniversário nesta terça e que está bem e leu jornal e viu televisão.

"Ele está muito bem, bem disposto. Hoje é o aniversário dele, então ele está atendendo telefonemas. Só não está melhor por causa da morte do Décio", disse Sarney Filho. O jornalista maranhense Décio Sá foi morto a tiros na noite desta segunda-feira (23), dentro de um bar em São Luís. O secretário de Segurança Pública do Maranhão, Aluísio Mendes, afirmou que a morte do jornalista "sem dúvida foi encomendada".

A alta de Sarney estava prevista para a segunda (23), mas o cardiologista Roberto Kalil Filho, que coordena a equipe médica que trata o senador, pediu exames adicionais. Segundo a assessoria de Sarney, os testes foram feitos para garantir uma "saída segura".

Veja o aviso de alta divulgado pelo hospital:

"AVISO DE ALTA

24/4/2012

11h25

O senador José Sarney recebeu alta hoje (24/04) do Hospital Sírio-Libanês, em São Paulo.

O paciente, que foi internado no dia 14/04, passa bem.

A equipe médica que assiste o senador José Sarney é coordenada pelo Prof. Dr. Roberto Kalil Filho.

Dr. Antonio Carlos Onofre de Lira Dr. Paulo Cesar Ayroza Galvão

Diretor Técnico Hospitalar Diretor Clínico"

Fonte: G1