José Sarney diz que pedirá auditoria externa no Senado

Pressionado a adotar medidas administrativas para conter a crise no Senado

Pressionado a adotar medidas administrativas para conter a crise no Senado, o presidente José Sarney (PMDB-AP) anunciou que vai adotar algumas das medidas apresentadas pelo grupo suprapartidário nesta quinta-feira (18).

As sugestões acatadas por Sarney são a realização de auditoria externa para os contratos firmados no Senado; estabelecimento de uma meta de redução de pessoal; realização de sessão ordinária mensal no plenário para estabelecer a votação de pauta e realização de sessão ordinária do plenário para votação de medidas administrativas. As demais propostas contidas no documento entregue pelos senadores, como a saída do diretor-geral do Senado, ainda serão avaliadas.

"Estamos examinando as demais propostas com a maior boa vontade. (...) Os processos estão concluídos. Semana que vem vamos analisá-los. Os culpados serão punidos severamente" garantiu.

Afastamento

Ao defender as medidas apresentadas pelos partidos, o senador Pedro Simon (PMDB-RS) cogitou o afastamento de Sarney, caso as propostas não sejam postas em prática pela Mesa Diretora.

"Se essas coisas (as medidas) não acontecerem, nós vamos para o imponderável. E no imponderável o afastamento do Sarney seria uma perspectiva real de acontecer", afirmou Simon.

Fonte: g1, www.g1.com.br