Sarney tem alta médica depois de 21 dias internado no Sírio-Libanês, em SP

Ele estava no hospital desde o último dia 31 para tratar um quadro de dengue e pneumonia.

Internado há 21 dias no Hospital Sírio-Libanês, em São Paulo, o senador José Sarney (PMDB-AP) recebeu alta no final da manhã desta quarta-feira (21). Ele estava no hospital desde o último dia 31 para tratar um quadro de dengue e pneumonia.

Segundo o último boletim médico divulgado às 14h10 pelo hospital, o estado de saúde de Sarney "é bom" e "o senador continuará em acompanhamento ambulatorial". O informativo foi assinado pelos médicos Antonio Carlos Onofre de Lira e Yana Novis, respectivamente diretor técnico médico e diretora clínica do hospital.

Nessa terça (20), o peemedebista, ex-presidente do Senado, foi submetido a um cateterismo. Na ocasião, o hospital informou que o procedimento "não mostrou alterações significativas".



Pneumonia

Sarney estava internado no Sírio-Libanês desde o dia 31 de julho. Ele chegou ao hospital vindo de São Luís (MA), onde esteva internado no Hospital UDI para tratamento de uma infecção pulmonar. No boletim médico do dia 5, os médicos diziam que Sarney teve alta da UTI e apresentava melhora do quadro clínico.

Sarney estava no casamento de uma neta quando se sentiu mal e deu entrada no UDI Hospital, em São Luís, por volta de 0h30 do dia 28 de julho, sentindo calafrios e com febre. No primeiro boletim médico, a equipe do UDI diagnosticou um quadro de pneumonia bacteriana.

No dia 31 de julho, o hospital maranhense informou que o estado de saúde de Sarney havia melhorado e ele havia recebido alta. No mesmo dia, o senador foi para São Paulo com o médico particular Carlos Gama e a mulher, Marli Sarney, para se submeter a exames complementares no Hospital Sírio-Libanês, quando se sentiu mal e foi para a UTI.

Político e escritor, o maranhense José Sarney está na vida pública há 60 anos. Ele foi presidente da República de 1985 a 1990, presidente do Senado e governador do Maranhão. Autor de diversos livros, Sarney é também membro da Academia Brasileira de Letras (ABL).

Fonte: UOL