"Se for eu o candidato, espero o apoio de Serra", diz Aécio Neves

"Se for eu o candidato, espero o apoio de Serra", diz Aécio Neves

De acordo com Aécio, "o PSDB é a casa de Serra" e, se for o candidato em 2014, espera o apoio do ex-governador de São Paulo.

O senador e presidente nacional do PSDB, Aécio Neves (MG), afirmou neste sábado (28) que está bastante otimista quanto à permanência de José Serra no partido. De acordo com Aécio, "o PSDB é a casa de Serra" e, se for o candidato em 2014, espera o apoio do ex-governador de São Paulo.

Essa é uma semana decisiva para Serra, que define se fica no PSDB, partido do qual participou da fundação, ou migra para o PPS e se candidata à Presidência da República em 2014.

Aécio Neves diz que a luta começou e é hora de enfrentar o PT

"Nós esperamos que ele esteja conosco. Tenho muito otimismo quanto à presença do Serra entre nós", disse Aécio. "Se for eu o candidato em 2014, espero contar com o apoio de Serra", completou o senador antes de participar do encontro regional do PSDB em Curitiba.

Ao lado do governador do Paraná, Beto Richa (PSDB), e dos senadores Aloysio Nunes (SP) e Alvaro Dias (PR), Aécio disse que o partido deve estar unido para a campanha presidencial do próximo ano.

"O PSDB vai estar unido, outras forças vão se juntar a nós e vamos chegar lá na frente dando muito trabalho", declarou o tucano.

Apesar de negar qualquer movimento de pré-campanha e dizer que está "percorrendo o Brasil apenas como presidente do partido", Aécio tem assumido um discurso de críticas diretas à presidente Dilma Rousseff e ao governo federal.

"Vamos dizer ao Brasil que o ciclo de governo do PT, em benefício dos brasileiros, merece ser encerrado. Vamos contrapor a meritocracia na administração ao aparelhamento do Estado que o PT faz", afirmou.

PESQUISAS

Aécio considerou "muito bom" o cenário apontado pela pesquisa Ibope divulgada na quinta-feira (26). De acordo com o levantamento, Dilma tem 38% das intenções de voto enquanto a ex-senadora Marina Silva aparece com 16%. Aécio tem 11% e está em terceiro lugar.

"Apareço atrás de candidatos que já disputaram uma eleição presidencial e esse é um detalhe que deve ser levado em conta. Quem for para o segundo turno com a atual presidente ganhará as eleições. Espero que seja o PSDB", declarou o presidente tucano.

Fonte: Folha