Se quisermos, paramos o Congresso, diz Wellington Dias

O senador lembrou ainda que os nordestinos compõem um terço dos parlamentares.

O senador Wellington Dias (PT) defendeu a integração da bancada piauiense no Congresso Nacional com as bancadas de outros Estados da região Nordeste, em uma união de forças a favor de bandeiras comuns.

“A gente pode agir em bloco, como bancada do Piauí na Câmara e no Senado, e nos somarmos a outros Estados do Nordeste em uma pauta comum a outros Estados”, disse. As obras da ferrovia Transnordestina, segundo o senador, são um exemplo de objetivo comum à diversos Estados do Nordeste.

“É uma obra que beneficia o Piauí, Pernambuco, Sergipe, Maranhão, Ceará. E precisamos agir em bloco para termos o segundo trecho dessa obra, que é aquele que vai de Eliseu Martins a Estreito, no Maranhão. As bases eólicas de energia solar, e todos o potencial energético do Piauí e do Nordeste são importantes para toda a região”, ponderou Wellington.

O senador lembrou ainda que os nordestinos compõem um terço dos parlamentares da Câmara e do Senado. “Nós temos peso, se resolvermos parar o Congresso Nacional, ele não funciona. É uma força muito grande que, se necessária, vamos usar”, frisou Wellington Dias. Ele também comentou, particularmente, o caso da bancada piauiense e sua relação com o Executivo estadual.

“No final do ano passado, quando a gente discutiu o Plano Plurianual do Orçamento Geral da União nós ouvimos do governador Wilson Martins quais as prioridades do Estado e além disso, os próprios parlamentares já tinham um amplo debate acumulado ao longo do tempo. Agora nós sabemos quais as estradas, obras de energia, barragem são prioritárias para o Estado”, defendeu Dias.

Fonte: Sávia Barreto, Jornal Meio Norte