Secretário de Estado da Saúde discute cofinanciamento com prefeitos

Durante o evento, Francisco Costa explanou a situação financeira da secretaria e garantiu aos prefeitos que os débitos estão sendo analisados e que em breve todos os repasses serão feitos

O secretário de Estado da Saúde, Francisco Costa, participou da assembleia geral dos prefeitos piauienses quando debateu sobre o cofinanciamento da saúde aos municípios.

Com débitos de aproximadamente R$17 milhões, referente aos meses de agosto a dezembro de 2014, o secretário garantiu o imediato pagamento de R$ 3,5 milhões, referente ao mês de janeiro de 2015. A proposta foi apresentada na Associação Piauiense de Municípios (APPM).

Durante o evento, Francisco Costa explanou a situação financeira da secretaria e garantiu aos prefeitos que os débitos estão sendo analisados e que em breve todos os repasses serão feitos.

"Temos que repassar aos municípios aproximadamente R$17 milhões referente ao período de agosto a dezembro do ano de 2014, que serão negociados de forma global", explica o secretário.

Costa adiantou que os valores referentes ao mês de janeiro de 2015 já estão sendo liberados e os próximos repasses serão feitos de acordo com um calendário que está sendo elaborado.

O cofinanciamento é pago aos 224 municípios e devem ser aplicados nas áreas de Atenção Básica, Assistência Farmacêutica, Centro de Especialidade Odontológica, entre outros serviços.

MAIS MÉDICOS - Segundo dados do Ministério da Saúde (MS) 95% das vagas ofertadas pelo novo edital do Programa Mais Médicos foram preenchidas em primeira chamada por profissionais brasileiros.

Os médicos têm até o próximo dia 20 para se apresentar nos Municípios e dar início ao registro. No dia 2 de março, eles já começam a trabalhar na assistência em saúde. No Piauí, todos os 65 médicos escohidos são formados no Brasil.

Hoje são 14.462 médicos que atendem o Programa em 3.785 Municípios e também em 34 distritos indígenas. Em 2015, a previsão é de que o Mais Médicos tenha 18.247 profissionais atendendo em 4.058 municípios e 34 distritos indígenas. A expectativa é de que 63 milhões de brasileiros sejam beneficiados com o novo edital.

Fonte: Francy Teixeira