Secretário explica na Comissão de Finanças destino dos R$200 milhões emprestados ao Governo

O governo Wilson Martins está adotando o caminho natural de um governante que é o da transparência, disse o líder do Governo na Alepi

Atendendo um requerimento do líder do governo na Assembléia Legislativa, deputado Wilson Brandão (PSB), o secretário estadual de Planejamento, Sérgio Miranda, esclareceu na Comissão de Fiscalização e Controle a destinação dos R$ 300 milhões oriundos de empréstimo solicitados pelo governo do Estado, junto ao governo federal.

Segundo Wilson Brandão a ida do secretário a Assembléia Legislativa foi importante no sentido de esclarecer para governistas e oposição as eventuais dúvidas sobre a operação financeira, facilitando a sua tramitação e aprovação na Casa em regime de urgência devido aos prazos exigidos pela legislação eleitoral.

?O governo Wilson Martins está adotando o caminho natural de um governante que é o da transparência. Os recursos terão destinação para projetos de grande interesse para sociedade?, justifica Brandão

Cerca de R$ 229 milhões serão aplicados na construção de estradas e R$ 70 milhões se destinarão a ampliação do capital de empresas estatais, a implantação dos Programas Ronda Bairro e Piauí Digital e a para obras do PAC..

Sergio Miranda informou que o grau de endividamento do Estado chega atualmente a duas vezes o total das receitas correntes líquidas.

?Podemos contrair até R$ 8 bilhões de empréstimos e as nossas dívidas chegam, atualmente, a pouco mais de R$ 2,4 bilhões. O Governo do Estado já contraiu empréstimos que totalizam R$ 620 milhões para construção de estradas através dos Programas de Infraestrutura I e II (Proinfra). Com o novo empréstimo, o volume de recursos chegará a R$ 920 milhões. No entanto, a tramitação do projeto requer urgência para que o estado não perca esses recursos por conta dos prazos eleitorais?, revela Sérgio Miranda.

Wilson Brandão adiantou ainda que através de entendimento com o presidente da Comissão de Constituição e Justiça, deputado João de Deus (PT) será realizada um reunião extraordinária da CCJ nesta quinta-feira apreciar a mensagem do executivo. A intenção é levar o projeto para apreciação em plenário o mais rápido possível.

Fonte: Ascom