TCE-PI reprova conta de seis prefeituras.Veja!

Durante a sessão plenária, a Corte reprovou as contas relacionadas ao exercício de 2008 dos municípios

Seis prefeituras piauienses tiveram as contas reprovadas ontem pelo Tribunal de Contas do Estado (TCE-PI). Durante a sessão plenária, a Corte reprovou as contas relacionadas ao exercício de 2008 dos municípios de Aroazes, cujo prefeito é Francisco Bernardone da Costa Vale, São João do Piauí, do prefeito Roberth Paes Landim, Santo Antônio dos Milagres, do prefeitos Rosely Pereira de Araújo Sousa e José Vilmar da Silva, Barra D" Alcântara, do prefeito Gilvando Ferreira dos Santos, Morro Cabeça no Tempo, com José Granja de Farias no comando da Prefeitura.

O Tribunal também julgou como irregulares as contas da Prefeitura de Cocal dos Alves, relativas ao ano de 2007. Na época, o prefeito do município era Francisco das Chagas Monção. Os gestores condenados estarão incluídos automaticamente na Lei Ficha Limpa, aprovada em junho no Senado Federal e com validade a partir das eleições deste ano. A Lei diz que os candidatos que tiverem condenação na Justiça em crimes considerados graves terão a candidatura indeferida.

O Tribunal de Contas da União (TCU) divulgou um levantamento de 386 gestores inelegíveis no Estado este ano, enquanto o TCE-PI ultrapassou os 1.500 nomes no levantamento divulgado em julho e enviado para o Tribunal Regional Eleitoral (TRE-PI) para o cruzamento de dados com os candidatos ao pleito de outubro.

No próximo dia 31, os conselheiros irão avaliar as prestações de conta da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Piauí ? FAPEPI, no exercício de 2008, que tem como responsável o presidente, Acácio Salvador Veras e Silva e da XVII Coordenação Regional de Saúde de Paulistana-PI, do exercício de 2008, que tem como responsável a diretora Vânia Marta da Silva. (S.B.)

Fonte: Sávia Barreto, Jornal Meio Norte