Lula diz que já foi alvo de mentiras no passado

Lula diz que já foi alvo de muitas e calunias e mentiras em campanhas passadas

Sem citar o nome da candidata petista à Presidência da República, Dilma Rousseff, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva fez um discurso nesta quinta-feira (14), em Teresina (PI), em que associou fatos que disse já ter passado em campanhas presidenciais anteriores com a campanha atual.

"Se contou muita mentira a meu respeito. Ou seja, eu tinha barba e, por isso, era comunista. Pessoas mentirosas que diziam isso não tinham coragem de dizer que Jesus Cristo também tinha barba comprida", disse o presidente.

"A quantidade de vezes que tive que responder sobre aborto, sobre coisas que não eram de responsabilidade da Presidência. As pessoas que são contra ficam jogando casca de banana para ver se a gente pisa e cai. Diziam que eu ia fechar igreja evangélica, que ia fazer isso ou aquilo, que não ia cuidar dos pobres."

Lula participou da solenidade de ampliação do campus Teresina-Central, do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Piauí, onde também assinou ordem de serviço para construção e pavimentação das BRs 235 e 020.

Em seu discurso, Lula disse que vai "passar o bastão" ao deixar a Presidência, mas que o bastão tem que ficar com pessoas que "não querem voltar ao passado do descaso, do desemprego". "Não queremos ser tratados como cachorros", disse.

Lula disse que a palavra correta para o termo governar deveria ser "cuidar", "como uma mãe cuida de seus filhos".

O presidente citou Deus três vezes durante seu discurso e fez sinal da cruz uma vez no final, ao citar que Deus escreve certo por linhas tortas, ao falar sobre a derrota de dois adversários políticos no Piauí, que, segundo ele, ajudaram a derrubar a CPMF. O presidente se referiu a Heráclito Forte (DEM) e Mão Santa (PSC), que perderam a disputa para o Senado.

Durante a solenidade, Lula pediu aos participantes que gritavam o nome de Dilma que "maneirassem". Ele disse que a solenidade era um ato oficial. Lula com simplicidade chamou atencao da multidao "vocês baixem o fogo aí. Parem de gritar, porque [a candidata] não pode estar presente aqui."

Fonte: Agências